COM PIOR SAFRA EM 36 ANOS, PREÇO DA LARANJA DISPARA 20% ESTE ANO

Escrito por   em 07/06/2024

A safra de laranja do Brasil, um dos principais produtores do fruto no mundo, deve ser a pior em mais de três décadas, como reflexo das fortes ondas de calor que atingiram as regiões produtoras de São Paulo e Minas Gerais no ano passado. As lavouras também foram atingidas por uma praga.
Segundo projeção da consultoria Fundecitrus, a próxima colheita, a ser realizada entre este ano e o primeiro semestre de 2025, deve ser de 232,4 milhões de caixas – cada caixa tem 41 quilos de laranja. Para se ter uma ideia, nos últimos dez anos, a safra tem girado em torno de 308 milhões de caixas. Se confirmada a previsão, a atual safra será a menor em 26 anos, com queda de 24,3% na comparação com a colheita anterior.
Com a menor oferta da fruta, os preços já estão em forte alta nos supermercados e feiras. Segundo dados do IBGE, a laranja-pera subiu 22,76% até abril, segundo dados do IPCA-15. E a laranja-lima, 19,56%. Em feiras livres do Rio de Janeiro, o quilo da laranja-pera já é vendido por R$ 10.
E no campo o preço segue em alta nos últimos dias. Segundo levantamento do Cepea/USP, em Limeira, principal região produtora em São Paulo, a caixa com 41 quilos saiu de R$ 28,33 em janeiro de 2022 para R$ 55 no fim de abril e agora já está em R$ 70.
Segundo a Fundecitrus, as condições climáticas estão cada vez mais desafiadoras. E, nos últimos meses, casos de greening, doença que atinge os vasos distribuidores de seiva na laranjeira, diminuíram em 29% o número de frutos nas árvores. Apesar disso, é esperado que elas sejam 5% maiores, compensando parte da perda.
O Globo

Tocando agora

Título

Artista

Iniciar Conversa
Oi, Seja bem vindo(a) a nossa rádio!
Olááá! Obrigado por ouvir a Sistec News !!!