15/10/2020 às 15h03min - Atualizada em 15/10/2020 às 15h03min

DIRETO DA REDAÇÃO

DIRETO DA REDAÇÃO

É de arrepiar! Enquanto muitos ainda dedicam todos os seus cuidados e zelos para se proteger dele, o coronavírus, ao nosso redor outro fantasma segue assustando e também matando, sem que se dê tanta bola para isso. É a violência no trânsito, que avança à toda velocidade, sem freio, também em Caratinga e região.

Nos últimos dias, nas últimas semanas, e mesmo nos últimos meses, a morte tem pegado carona com frequência, infelizmente, nos veículos de muitos que têm saído por nossas rodovias, e, mesmo, ruas e avenidas. As motocicletas, principalmente, têm sido o meio de transporte preferido desse passageiro indesejado. Nos sites de notícias, na TV e no rádio as manchetes têm chegado manchadas de vermelho-sangue, devido ao grande número de acidentes registrados. Algo anda muito errado. Acidentes de trânsito sempre existiram. Mas, de uns tempos para cá eles parecem estar extrapolando qualquer limite.

Estudos já indicaram: por volta de noventa por cento dessas ocorrências se dão por falha humana. Então, o jeito de acalmar esse monstro desgovernado – a violência no trânsito – com seu rastro de mortes, sofrimento e prejuízos, talvez deva passar por aí. As autoescolas, nesse contexto, podem fazer a diferença para melhor. Será que todas têm colocado, de fato, a segurança no trânsito como uma de suas principais preocupações? Será que têm cobrado de seus alunos, de fato, maior responsabilidade em relação a esse tema? Se cobram, será que estão sabendo fazê-lo? São apenas perguntas. Afinal, há muitos outros personagens e situações envolvidos nesse percurso. 

A cada dia milhares de emplacamentos são feitos no país, outros milhares de veículos e de novos condutores são postos em ação. Olhem só o tamanho do problema! Fiscalizar. Punir. Educar. Se não funcionar, reforçar a dose. A mortandade no asfalto também anda precisando de uma vacina.
Link
Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">