23/10/2020 às 12h17min - Atualizada em 23/10/2020 às 12h17min

Redes sociais no caminho

Redes sociais no caminho

Que a internet tornou-se uma realidade no cotidiano das pessoas é visível e inevitável, mas era imprevisível o quanto essas  se tornariam essenciais para manter a sanidade mental e o relacionamento entre as pessoas, o que foi tão vivenciado durante esses tempos de pandemia.

Eu era  parte do grupo de pessoas que fazia duras críticas ao uso excessivo das redes sociais, considerando que as pessoas estavam passando mais tempo envolvidas no  uso do celular, tecendo mensagens, fazendo publicações, deixando no vácuo as pessoas que se encontravam próximas para interagirem com amigos virtuais. Muita exposição e pouco envolvimento.

Quando fomos obrigados a nos isolar, devido a esse vírus invisível, em meio a todas as inseguranças, meses de solidão, pijama o dia inteiro, sofá e televisão que sempre noticiava aumento no número de casos e mortes ,quem estava habituado a ter todo o tempo ocupado iniciou o caminho do tédio, da monotonia. Como sobreviver longe do labor , da produção, das pessoas. O ser humano é relacional por natureza.

E nesse contexto as redes sociais mostraram para que vieram e nos permitiram manter o instinto de sobrevivência e o sentimento de pertencimento a uma raça. Foram dias de tecer mensagens para saber como estavam nossos amigos através das conversas do zapp, usar o face para brincadeiras e desafios que preencheram dias que poderiam ter sido bem mais agonizantes caso não tivéssemos com quem nos relacionar.

Os amigos virtuais nos deram motivos para acordar ou até deixar para dormir mais tarde, as vídeo-chamadas nos permitiram ver aqueles que tanto amamos e nos faziam tanta falta.Pessoas com as quais não tínhamos tanta proximidade se tornaram íntimas e aprendemos que a virtualidade não pode substituir a realidade, mas a complementa. Como disse o famoso ditado, o que faz de algo remédio ou veneno é a dosagem.

Acredito que todos nós amadurecemos no uso das redes sociais, aprendemos a finalidade das mesmas em nossas vidas e que, apesar de ser um território virtual, os impactos positivos ou negativos que as nossas publicações ou mensagens podem trazer para a vida das pessoas é muito real.

Mensagens e publicações deram carinho, aconchego, demonstraram amor e fizeram-nos acreditar que não estamos sozinhos e podemos contar com amizades e solidariedade de diferentes formas, em inúmeros espaços e tempos. Responsabilidade virtual é a palavra que devemos ter em mente para vivenciar tempos tão tecnológicos.

A todos os meus amigos virtuais, que se fizeram tão reais nesses dias  invisíveis, meu abraço e obrigada. Obrigada por terem  interagido, de forma tão próxima, comigo e outros nos primeiros meses de pandemia que foram tão difíceis.
 
 
Link
Relacionadas »
Comentários »