30/09/2021 às 15h47min - Atualizada em 30/09/2021 às 15h47min

Caratinga de fora da área de atuação da Sudene: de quem foi a falha?

Confira no comentário desta quinta-feira, 30, de Kleber do Val

Kleber do Val
Comentarista Kleber do Val (Foto: reprodução/ TV Sistec)
A confirmação veio esta semana: Caratinga ficou mesmo de fora da área de atuação da Sudene.A perda de investimentos pode ser a consequência. Kleber do Val comenta o tema, em sua coluna Direto da Redação desta quinta-feira (30).



Um cochilo, uma demonstração de incompetência ou simplesmente um ato de omissão dos nossos políticos? A verdade é que a confirmação da não inclusão de Caratinga na área de atuação da Sudene, Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste, esta semana, pegou muito mal para os mandatários que se dizem representantes do município. A questão da incorporação de localidades, também, do Vale do Rio Doce àquela autarquia foi decidida em votações na Câmara dos deputados e no Senado, na segunda-feira passada. A maior parte das cidades vizinhas hoje comemora o novo status de integrante da Sudene, mas Caratinga, é preciso repetir, ficou chupando dedo.
 
Na condição de bairrista convicto comentei aqui, recentemente, sobre como Caratinga tem fortalecido, ultimamente, sua posição de cidade polo, crescendo e evoluindo a passos largos, sobre como vem se destacando nos setores imobiliário, do ensino superior e do comércio, especialmente, num surto de crescimento que nem mesmo a pandemia de coronavírus conseguiu frear. Ficar de fora da Sudene, agora, nos transmite a sensação de estarmos dando marcha a ré na estrada do progresso.
 
A quem culpar? Sem querer promover nenhuma caça às bruxas, que houve falha na condução desse processo, houve. Deputados federais aqui votados chegaram a dizer que Caratinga ficou de fora do projeto que incluiu mais municípios do Vale do Rio Doce na área da Sudene devido a um erro de digitação de quem trabalhou em sua elaboração. Se é que fomos mesmo descartados de um empreendimento tão vantajoso por uma falha bisonha assim, nos desculpem, deputados, mas vocês pisaram feio na bola por não acompanharem mais de perto a situação.
 
Ficar de fora da área de atuação da Sudene é, principalmente, deixar de receber incentivos fiscais e recursos financeiros em condições especiais, o que, caso acontecesse, atrairia, certamente, mais investimentos para o município. Traduzindo: haveria mais empregos e renda para a população.
 
Não conseguir colocar Caratinga nesse degrau acima foi um erro imperdoável de quem diz nos representar. Chance parecida sabe Deus quando se oferecerá novamente. Será que aprenderemos a lição?
 
 

 
Link
Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">