22/08/2019 às 10h36min - Atualizada em 22/08/2019 às 10h36min

Suspeito descumpria medida protetiva e ameaçava ex-companheira

Na hora da prisão, os investigadores presenciaram o descumprimento da medida.

Um médico de Caratinga, cujo o nome não foi divulgado pela Polícia Civil, foi preso em flagrante nesta quarta-feira por investigadores da delegacia de atendimento à mulher. De acordo com a delegada que apura o caso, Dra. Nayara Travassos, o investigado teve um relacionamento amoroso com a vítima, de 24 anos, e por não concordar com o rompimento, passou a persegui-la ameaçando verbalmente, telefonando em seu local de trabalho e seguindo-a pelas ruas da cidade.

Segundo a delegada, o acusado nega os fatos. Na hora da prisão, os investigadores presenciaram o descumprimento da medida. Testemunhas também foram ouvidas e afirmaram que o médico perseguia a vítima. Ainda durante a investigação, a vítima disse para a polícia que já sofreu agressões físicas por parte do suspeito. 

O descumprimento de medidas preventivas antes era apurado pela polícia e então o Poder Judiciaria poderia decretar a prisão preventiva. Dra. Nayara explicou que a lei passou por alterações e agora o descumprimento tornou-se um crime e possibilita tanto a prisão preventiva como também em flagrante. Este delito agora não é passivo de fiança pela autoridade policial.

O médico foi encaminhado ao presidio de Caratinga até as demais providencias do Poder Judiciário. A delegada destacou que Polícia segue diligenciando para que as medidas protetivas deferidas pelo Poder Judiciário sejam cumpridas pelos agressores.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">