26/09/2019 às 10h02min - Atualizada em 26/09/2019 às 10h02min

Empresa apresenta ônibus elétrico com tecnologia 100% nacional

O Dual Bus 15m é um dos modelos que será apresentado pela Eletra, empresa especialista em desenvolvimento de soluções de transporte público sustentável.

Luiz Paulo Charleaux
Tecmundo
Começa nesta terça-feira (24), o Congresso Brasileiro de Mobilidade Urbana em São Paulo. Um dos destaques do evento organizado pela Associação Nacional de Transporte Público (ANTP) é o lançamento do ônibus elétrico híbrido produzido com tecnologia 100% brasileira.

O Dual Bus 15m é um dos modelos que será apresentado pela Eletra, empresa especialista em desenvolvimento de soluções de transporte público sustentável. Para os profissionais do setor, seu diferencial é fabricação brasileira de todos os componentes.

Do chassi ao motor elétrico, incluindo as baterias, tudo é produzido no país. Desta forma, a companhia pretende oferecer uma ampla estrutura de assistência técnica na América Latina. Ademais, ela garante uma vida útil ao ônibus elétrico de até 20 anos.

Resultado do financiamento da agência Desenvolve SP, o veículo utiliza a tecnologia de tração elétrica da Eletra com os componentes elétricos da Moura by Xalt e WEG. A Marcopolo e a MAN, responsáveis pela carroceria e chassi respectivamente, formam o grupo de companhias nacionais envolvidas no projeto.

O funcionamento do ônibus elétrico híbrido

Os dois modos de rodagens do Dual Bus 15m são os destaques do modelo. No modo híbrido, o ônibus elétrico utiliza a energia do conjunto de baterias ou do motor-gerador a diesel ou biocombustível. Enquanto no modo elétrico, o veículo usa apenas as baterias recarregáveis com a tecnologia de frenagem regenerativa (KERS).

Os modos podem ser alternados pelo operador de transporte ou através de um sensor conectado ao GPS. Nesta última forma, automaticamente o carro passar a funcionar no modo elétrico ao circular em uma Zona de Emissão Zero.

A Eletra destaca outro ponto importante do modelo. Ele emite 95% a menos de material particulado (MP) na atmosfera e 30% a menos de gás carbônico (CO²). Ao passo que o consumo de diesel é 28% menor em comparação a um ônibus convencional.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">