26/09/2019 às 11h15min - Atualizada em 26/09/2019 às 11h15min

NASA projeta telescópio para detectar asteroides perigosos para a Terra

Flávio Motta Coutinho
Tecmundo
A notícia divulgada pelo site Space.com mostra que a intenção da NASA é construir e lançar no espaço um telescópio infravermelho que seja capaz de prever, antecipadamente, até dois terços de asteroides que possam estar em rota de colisão com a Terra. O projeto está estimado entre US$ 500 e 600 milhões.

Perspectivas da NASA

A ideia de usar esse tipo de ferramenta está associada à limitação que os telescópios atuais apresentam. Até hoje, foram detectados apenas 30% de objetos de ao menos 140 metros de diâmetro que podem colidir com o planeta. Em um primeiro momento, a ideia é que a nova tecnologia possa identificar 65% de asteroides com essa característica; depois, o plano é aumentar para 90%.

O projeto intitulado “Near-Earth Object Surveillance Mission” tem a expectativa de ser uma combinação entre uma instalação terrestre que está sendo construída no Chile e a nova tecnologia infravermelha, apelidada de NEOCam. O diferencial dessa ferramenta será encontrar corpos celestes mais escuros, indetectáveis na luz visível, que sejam ameaçadores para o planeta. No entanto, para atender essas estimativas é preciso que o Congresso aprove um aumento de US$ 150 milhões no orçamento anual da NASA para defesa planetária.

Um importante debate

Levando em consideração que no início deste mês a NASA não foi capaz de identificar, até o último minuto, um asteroide do tamanho de um campo de futebol que passou a 65 mil quilômetros da Terra, o investimento em novas tecnologias pode ser algo de fundamental importância para a proteção do planeta. Assim, cabe à agência espacial e ao Congresso dos EUA chegarem a um acordo sobre a efetividade do uso de uma nova ferramenta — e como ela poderá ser empregada para defender a Terra de possíveis ameaças.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">