22/10/2019 às 08h38min - Atualizada em 22/10/2019 às 08h38min

Índice de Infestação pelo Aedes Aegypti diminui para 0,8% em Caratinga

Foi divulgado nesta segunda-feira (21) o resultado mais recente do Levantamento Rápido de Índice de Infestação pelo Aedes aegypti, LIRAa, no município de Caratinga. Os dados foram colhidos de 14 a 16 de outubro e a notícia boa, pois a infestação reduziu de 1% (detectada em agosto) para 0,8%.O pico de infestação foi em janeiro deste ano, quando Caratinga chegou aos alarmantes 5,4% de infestação, que poderia ter desencadeado uma epidemia das doenças causadas pelo mosquito.

Neste terceiro levantamento do ano, o maior número de focos foi encontrado pelos agendes de saúde em objetos que depositam água no solo, como barris, tonéis, tambores, poços e cisternas. Borracharias, calhas, lajes em desníveis, sanitários sem uso, piscinas não tratadas e depósitos em obras também foram locais com grande incidência de larvas.

Com a elevação da temperatura e proximidade do período chuvoso, a população é chamada, mais uma vez, a verificar a residência e quintais para eliminar locais que possam servir de criadouro do mosquito a partir do acúmulo de água.

O número de casos de dengue, chikungunya e zika têm diminuído nos últimos anos em Caratinga, mas qualquer descuido pode alterar este cenário, colocando a população em risco. Vale lembrar que, além do mal estar causado por estas doenças, também é possível que elas deixem sequelas ou levem à morte.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">