28/11/2019 às 09h12min - Atualizada em 28/11/2019 às 09h12min

Jovem de 20 anos recebe possível ‘agulhada’ na rua e vai parar em hospital de Governador Valadares

Segundo a Polícia Militar, ela sentiu uma ardência no ombro esquerdo e percebeu que tinha recebido a ‘agulhada’. A Prefeitura informou que ela foi submetida à Profilaxia Pós-Exposição ao HIV.

G1 Vales
G1
Uma estudante de 20 anos deu entrada no Hospital Municipal de Governador Valadares, na tarde desta quarta-feira (27), após suspeitar que tenha sido atacada por uma mulher que teria injetado, com uma seringa, uma substância não identificada.

Segundo a Polícia Militar, a jovem disse que estava andando no bairro Centro quando sentiu uma ardência no ombro esquerdo e percebeu que tinha recebido uma possível ‘agulhada’. A estudante informou à PM que o local estava cheio e que não conseguiu identificar um suspeito, mas que viu uma mulher, pelas costas, andando apressada.

Em nota, a Prefeitura disse que “a paciente foi submetida a PEP (Profilaxia Pós-Exposição ao HIV), que consiste no uso de medicamentos antirretrovirais para reduzir o risco de infecção; exame sorológico; e será encaminhada ao Serviço de Referência para acompanhamento por seis meses”.

Veja a nota na íntegra:

A Direção do Hospital Municipal informa que uma estudante foi atendida na tarde desta quarta-feira (27) alegando ter sido atacada por uma mulher, que teria injetado nela (ombro esquerdo), com uma seringa, substância não identificada. A paciente foi submetida a PEP (Profilaxia Pós-Exposição ao HIV), que consiste no uso de medicamentos antirretrovirais para reduzir o risco de infecção; exame sorológico; e será encaminhada ao Serviço de Referência para acompanhamento por 6 meses. O caso está sendo investigado pela polícia.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">