13/12/2019 às 09h00min - Atualizada em 13/12/2019 às 09h00min

Audiência pública discute destinação do lixo, a situação dos catadores de material reciclável e o que fazer em relação aos moradores de rua

Por Lucas Vieira

A audiência pública aconteceu na manhã desta quinta-feira no auditório da Rede de Ensino Doctum. O encontro reuniu autoridades e representantes de diversos setores da sociedade e convidados. As questões em pauta – destinação do lixo e a situação dos catadores de material reciclável e dos moradores de rua em Caratinga. A coordenadora das promotorias Hosana Regina Andrade de Freitas organizou a iniciativa e destaca que após o debate das demandas, serão tomadas providencias por parte das autoridades responsáveis.


Dentre os assuntos comentados está a situação do aterro sanitário de Caratinga. De acordo com Adilson Almeida, gestor ambiental da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, foi realizada uma fiscalização no local e por não cumprimento de algumas condicionantes o aterro sanitário de Caratinga não conseguiu a renovação da licença para operação regular.

O secretário municipal de meio ambiente, Jaider Pascoaline, também participou da audiência pública e explicou a atual situação do aterro. Segundo ele, a licença não foi expedida por falta de documentação e o município já providenciou as exigências e aguarda uma nova verificação.

Outro assunto discutido na audiência pública é a questão do serviço de coleta seletiva do município.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">