12/02/2020 às 10h35min - Atualizada em 12/02/2020 às 10h35min

Mandato de prefeito de Manhumirim é cassado por vereadores

Hérisder Matias
Por nove votos a zero, o prefeito de Manhumirim Luciano Machado teve o mandato cassado. O afastamento foi realizado pelos vereadores da Câmara Municipal após sessão extraordinária realizada no domingo. A Comissão Processante investigou denúncias de crime de responsabilidade contra Luciano Machado, que já estava afastado do cargo pelo Tribunal de Justiça a pedido do Ministério Público de Minas Gerais, acusado de receber R$ 80 mil de forma fraudulenta, em um ato de licitação e compra de materiais não entregues à cidade.
Na denúncia investigada pelos vereadores e que resultou na cassação do prefeito de Manhumirim, Luciano Machado teria concedido isenção de tributos municipais a alguns contribuintes que estavam em protesto na dívida ativa. O próprio político teria se beneficiado da medida de isenção fiscal.
Com a cassação, a expectativa é que nos próximos dias, a Câmara Municipal de Manhumirim realize a cerimônia de posse do vice-prefeito, Carlos Alberto Gonçalves. Betão como é conhecido, já está à frente do executivo municipal de Manhumirim desde agosto do ano passado.
Além de Manhumirim, outro município que trocou o chefe do executivo foi Gonzaga, na região de Governador Valadares. Na cidade, de pouco mais de 6 mil habitantes, o vice-prefeito Vander dos Santos Pinto já tomou posse, assumindo o lugar de Júlio Maria de Souza.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">