11/03/2020 às 09h10min - Atualizada em 11/03/2020 às 09h10min

​Três suspeitos de dois homicídios são detidos pela Polícia Militar em Ipatinga

Segundo a PM, os envolvidos têm 17, 18 e 21 anos. Os três foram detidos nesta terça-feira (10), mas os crimes ocorreram na segunda (9).

G1
 A Polícia Militar prendeu dois rapazes, de 18 e 21 anos, e apreendeu um adolescente, de 17, por suspeita de envolvimento em dois homicídios, que ocorreram simultaneamente em Ipatinga (MG). Os três foram detidos nesta terça-feira (10), mas os crimes ocorreram na segunda (9).
 
Polícia procura suspeitos de matar dois jovens a tiros em Ipatinga

De acordo com as informações da PM, eles foram encontrados no Bairro Veneza. Os jovens de 17 e 21 anos estavam juntos em uma casa. No local, foram apreendidos um revólver e seis munições. O terceiro suspeito foi abordado em outra residência.
 
Segundo a PM, as vítimas dos homicídios moravam em uma mesma rua do Bairro Planalto. Há suspeitas de que os crimes tenham ligação. As motivações serão investigadas. A PM afirmou que o adolescente pode ter participado do assassinato cometido no Centro e os demais podem ter ligação com o que ocorreu no Bairro Planalto.
 
Os três negaram envolvimento nos homicídios, mas mencionaram um quarto suspeito, que ainda não foi encontrado.
 
Sobre os crimes

Dois jovens, de 18 e 23 anos, foram mortos a tiros em Ipatinga, no Vale do Aço, na noite dessa segunda-feira (9). Os crimes ocorreram simultaneamente nos Bairros Planalto e Centro.
 
A vítima de 18 anos foi assassinada com um tiro nas costas no Bairro Planalto. Testemunhas informaram à polícia que ele estava pilotando uma motocicleta, quando foi perseguido e baleado.
 
A PM não encontrou cápsulas de munição na cena do crime, nem a moto utilizada pelo jovem. A perícia da Polícia Civil foi ao local e verificou que a vítima foi atingida, provavelmente, por munição calibre 22. O corpo foi liberado para o Instituto Médico Legal de Ipatinga.
 
Já no Centro, por volta das 21h, um jovem de 23 anos foi encontrado caído em um matagal, com três perfurações nas costas e uma no rosto. O Samu e os Bombeiros foram acionados, mas ele já estava morto.
 
Testemunhas contaram aos militares que ouviram cerca de quatro barulhos de tiro depois que a vítima saiu da casa da namorada para comprar cigarros. Ninguém soube informar as características dos suspeitos.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »