23/07/2020 às 08h45min - Atualizada em 23/07/2020 às 08h45min

Relatos de profissionais que trabalham na linha de frente cuidando de pacientes diagnosticados com Covid-19

Hérisder Matias
Somente em Caratinga, 616 pessoas já foram diagnosticadas com a doença. Na microrregião, que engloba as 13 cidades da região, são cerca de mil registros. Os pacientes que precisam de internação são levados para o CASU – Hospital Irmã Denise, onde dezenas de médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, fonoaudiólogos e técnicos em enfermagem trabalham na linha de frente do combate ao novo coronavirus. É o caso do enfermeiro Guilherme, que além de cuidar de dezenas de pacientes diariamente, ainda precisa manter todos os cuidados para não ser mais uma vítima da doença. É importante ressaltar que as pessoas dessa reportagem gravaram sem máscara por que estavam em casa ou mantiveram distância da equipe de filmagem.

O CASU ainda está recebendo dezenas de pacientes em estado grave da região do Vale do Aço e de Governador Valadares. O médico Diogo Pena, que também é vice-diretor clínico do hospital, explicou que até mesmo a rotina com a família mudou.

O médico disse que ainda não chegou ao ponto de ter que escolher quem receber atendimento prioritário por falta de equipamentos, por isso que é importante que a população se proteja.

20 moradores de Caratinga perderam a batalha para a doença. Além disso, profissionais de saúde já tiveram que se afastar do trabalho por terem contraído o COVID-19. Então o recado dos profissionais é que as pessoas evitem aglomerações e mantenham os cuidados quando saírem de casa.



Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">