31/07/2020 às 09h28min - Atualizada em 31/07/2020 às 09h28min

Secretaria de fazenda promove programa de educação fiscal

Matheus Aguiar
As evidências indicam que, em 3000 a.C., os faraós do Egito Antigo já coletavam impostos em dinheiro ou em serviços pelo menos uma vez por ano. Em 167 a.C., estima-se que a Roma se tornou tão rica à custa dos impostos, e que pelo menos 10% do PIB do império vinha da fonte tributária. A partir do século 15, no auge do Renascimento Cultural na Europa, os impostos se multiplicam à medida que as atividades da sociedade se diversificam. Segundo a revista Forbes, os cinco países que mais cobram impostos são, em ordem, a Bélgica, a Alemanha, a Dinamarca, a Hungria e a Áustria. Todas elas nações desenvolvidas e potências econômicas. O Brasil ocupa a 14ª posição.

O Programa Estadual de Educação Fiscal (PROEFE) tem como objetivos ensinar o cidadão sobre a função socioeconômica do tributo. Além de fornecer oferecer também os conhecimentos sobre gestão e administração pública. Outro ponto abordado pelo PROEFE é o incentivo ao acompanhamento da aplicação dos recursos públicos, ou seja, reafirmando o direito de saber de onde vem e pra onde vai o dinheiro o público. O objetivo disso é criar uma aproximação e identificação maior entre o Estado e o cidadão.
Sidnei reforça que as noções de coletividade e cidadania nascem de ações comuns, a partir de cada indivíduo, e crescem com o interesse e a participação. Isso é que propicia a verdadeira representação social em busca de melhorias de condições para atender a soma das necessidades individuais, ou seja, o coletivo.

Dentre as atividades realizadas pela AF de Caratinga sobre o programa, estão as palestras, treinamentos e distribuição do material instituições de ensino. Neste momento em que as escolas estão fechadas, algumas instituições tem fornecido material digital. Acompanhando essa tendência, Sidnei explicou que qualquer educador interessado em passar esse conteúdo para seus alunos, pode contatar a Secretaria de Fazenda estadual, por meio da AF. O telefone de contato é o 3321-2486.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">