18/08/2020 às 10h04min - Atualizada em 18/08/2020 às 10h04min

Impressionante incêndio destrói depósito de pneus em Caratinga

Hérisder Matias
Era por volta das 13:30 quando o incêndio começou neste depósito de pneus. O estabelecimento localizado no final da Rua Ignácio Tomé, às margens da BR-116, no bairro Limoeiro guardava pneus de uma mecânica que funciona de frente com o Terminal Rodoviário. Rapidamente, os bombeiros militares foram chamados e iniciaram o combate às chamas, que neste momento já estavam bem altas. Muita gente foi até o local para acompanhar o trabalho, provocando aglomeração a poucos metros do fogo. A Polícia Militar teve que afastar as pessoas, pois havia risco de explosão, uma vez que os pneus são de fácil combustão. As labaredas eram grandes. Apesar de todo o esforço dos militares, a água do tanque do caminhão dos bombeiros se esgotou, sendo necessário acionar caminhões pipas para realizar o trabalho. Enquanto era esperada a chegada dos caminhões, um bombeiro teve uma queda de pressão, sendo socorrido por companheiros. Ele foi levado por uma viatura da Polícia Militar para a UPA de Caratinga.

Deste ponto alto da cidade era possível ver através da lente do cinegrafista João Paulo Freitas a intensidade das chamas e da fumaça. Enquanto o fogo consumia tudo dentro do depósito, alguns moradores de prédios vizinhos deixavam suas. Esse rapaz saiu carregando os cachorros. Era possível ouvir pequenas explosões vindas de dentro do galpão. O calor provocado pelo fogo no local era grande. As chamas também provocaram o rompimento de fios de alta tensão. Um técnico foi chamado para cortar a energia. O proprietário desta picape não foi localizado e foi preciso arrombar a porta para retirar o veículo de perto do incêndio. A Prefeitura de Caratinga iniciou três caminhões pipas que auxiliam em obras na cidade para levar água até o local.

Com a chegada dos caminhões pipas e o trabalho incessante dos Bombeiros Militares com o apoio de bombeiros voluntários da região, o combate às chamas foi sendo realizado. Foram feitos buracos nas paredes para jogar água nos focos de incêndio. As portas de aço dificultavam o acesso no lado interno de depósito.

Além do fogo, outro perigo era a inalação da fumaça vinda da borracha queimada.

Depois de aproximadamente duas horas o fogo finalmente foi controlado. Para finalizar todo o trabalho, os bombeiros fizeram o rescaldo e resfriamento das paredes, que apresentaram diversas rachaduras. Segundo o Corpo de Bombeiros Militar, a estrutura do depósito está comprometida. Uma perícia será feira no local para investigar o que provocou o incêndio. A Defesa Civil também irá até o local.



Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">