20/08/2020 às 09h17min - Atualizada em 20/08/2020 às 09h17min

INSS inicia projeto piloto de prova de vida digital com uso de carteira de habilitação e biometria digital

Hérisder Matias
Os primeiros contatos com os segurados começam a ser realizados nos próximos dias pelo INSS por meio de mensagens enviadas por SMS, Central 135 e e-mail. Estes segurados, em sua maioria, já deveriam ter realizado o procedimento da prova de vida, portanto, é importante que realizem o procedimento, se forem contatados pelo INSS. Para realizar a biometria facial, o INSS usará a base de dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e do Tribunal Superior Eleitoral. Serão selecionados, portanto, segurados que tenham carteira de motorista e título de eleitor. Edgar Nunes Corrêa, o “Bizuca”, pode ser um dos selecionados para participar do projeto piloto. Ele tem 70 anos e acredita que o processo de prova de vida pode ser um grande avanço para as pessoas, que não precisarão mais perder horas nas filas dos bancos para realizar a comprovação de vida.

Bizuca é Presidente do Lar dos Idosos Monsenhor Rocha e está afastado da entidade por causa da pandemia. Ele acredita que se o projeto piloto for aprovado nos testes vai facilitar o trabalho na entidade que acolhe idosos de Caratinga.

É a mesma opinião da Assistente Social do Asilo Monsenhor Rocha, no bairro Santa Cruz, em Caratinga. Silvania diz que o Lar dos Idosos abriga 79 pessoas, que anualmente precisam ser levadas para fazer a comprovação de vida, o que acaba gerando alguns transtornos aos idosos. No processo que começa a ser testado nesta quinta-feira, o segurado que baixar os aplicativos: “Meu INSS” e o “Meu gov.br”, faz o cadastro e autoriza o processo de reconhecimento. O aplicativo abrirá a câmera de fotos do celular, pedindo ao segurado que faça movimentos com a cabeça. Com o registro das selfies em vários ângulos, o INSS fará um comparativo com a rede de dados do Denatran e do TSE.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »