28/08/2020 às 16h33min - Atualizada em 28/08/2020 às 16h33min

Homem mata ex-mulher e depois comete suicídio no vale do aço

Matheus Aguiar
De acordo com informações da Polícia Civil, o agente penal Adair Paulino Soares, de 45 anos, teria se separado de Luciene Amarante Soares, de 43, há cerca de dois anos. Porém os dois viviam no mesmo prédio, em andares diferentes.

Segundo informações do registro de ocorrência, o assassino teria chegado em casa no começo da tarde e se trancado no andar superior da residência junto da ex-esposa. A filha mais nova teria ouvido uma discussão entre os dois e em sequência escutou disparos de arma de fogo. Ela presenciou o exato momento em que o pai tirou a própria vida. A adolescente entrou em choque e começou a gritar. O irmão da jovem entrou no quarto e se deparou com a cena dos corpos dos pais sem sinais de vida e uma arma de fogo, e acionou a PM.

Uma carta foi encontrada pelos oficiais, com palavras destinadas à filha mais velha, levando a entender que a ação foi premeditada. No texto, Adair pediu desculpas sobre o ocorrido, deu orientações sobre o funeral, informou sobre um seguro de vida e ainda onde estaria guardada uma quantia em dinheiro.

Ainda de acordo com a polícia, o agente penal usou uma arma particular calibre 38 para cometer o crime e posteriormente se matar. No local foram encontrados também 17 cartuchos intactos.

Eles deixaram três filhos, uma adolescente de 15, um rapaz de 21 e uma filha, de 24 anos.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">