10/12/2020 às 17h49min - Atualizada em 10/12/2020 às 17h49min

MACRORREGIÃO DO VALE DO AÇO, DA QUAL FAZ PARTE O MUNICÍPIO CARATINGA, VOLTA PARA A ONDA VERMELHA DO MINAS CONSCIENTE

Fabio Teodoro
A Macrorregião do Vale do Aço, da qual faz parte o município de Caratinga, voltou para a onda vermelha do Minas Consciente. Nesta fase do plano do Governo do Estado para retomada segura e gradual da economia, está autorizado apenas o funcionamento de serviços essenciais, como farmácias, padarias e supermercados.
 
A decisão foi tomada pelo Comitê Extraordinário Covid-19 ontem (9/12). A alta de 39% na taxa de incidência do vírus no estado, nos últimos sete dias, foi um dos principais motivos para o retrocesso. A mudança passa a valer no próximo sábado (12) e vai até o dia 19 de dezembro. O Comitê Extraordinário Covid-19 se reúne toda quarta-feira para decidir sobre as ondas do Minas Consciente.
 
Enquanto a macrorregião do Vale do Aço ainda permanecia na onda amarela e a microrregião de Caratinga foi para a onda vermelha, o prefeito Welington Moreira podia tomar a decisão sobre qual onda seguir, já que as ondas da macro e da micro eram diferentes. No dia 1º de dezembro, por meio de decreto municipal, o prefeito optou pela onda amarela e aplicou novas regras para o funcionamento das atividades econômicas. Com a volta do Vale do Aço para a onda vermelha, o jornalismo da TV Sistec entrou em contato com a Assessoria de Comunicação da prefeitura sobre como ficará a situação do município a partir de agora, mas até o fechamento desta reportagem ainda não havíamos obtido uma resposta.
 
Com objetivo de equilibrar segurança sanitária e economia, o Comitê Extraordinário Covid-19 aprovou, ontem, novos protocolos para funcionamento do comércio em dezembro, um dos meses mais importantes para o segmento em função do Natal.
Conforme sugestão do grupo técnico, o comércio varejista e atacadista, atualmente permitido na onda amarela, poderá funcionar em onda vermelha, desde que o gestor municipal adote medidas adicionais.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »