06/01/2021 às 08h33min - Atualizada em 06/01/2021 às 08h33min

Prefeito afirma que o município já tem estratégia de logística para quando a vacina chegar a Caratinga

Fabio Teodoro
Por meio de uma publicação feita em seu perfil no Instagram, o governador Romeu Zema anunciou que Minas Gerais já está preparada para receber a vacina contra a Covid-19. Segundo ele, além da aquisição de 50 milhões de agulhas e seringas, e mais de 700 refrigeradores para armazenamento, o governo estadual está estruturando e ampliando os Centros de Referência em Imunológicos Especiais (CRIEs), em todas as 14 regionais de saúde do Estado.

E Caratinga, já tem estratégias logísticas para quando o município receber a vacina do Governo de Minas, assim que ela for aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e comprada pelo Governo Federal? Nesta manhã de terça-feira (05/01), enquanto participava de uma assembleia do Cides-Leste (Consórcio Intermunicipal Econômico e Social do Leste de Minas), do qual é presidente, o prefeito Welington Moreira informou que se reuniu ontem (05/01), com o novo secretário de Saúde, Érick Gonçalves, para tratar sobre o enfrentamento da pandemia da Covid-19 no município.
Questionado sobre a preparação do município para a vacinação, o prefeito disse que já existem estratégias para o desenvolvimento da logística da vacina.
 
“Diferentemente de alguns outros estados, dos governos com o governo federal, nós temos tido um trato muito importante e próximo com o Governo do Estado na busca dessas soluções. O município tem sim, estratégias e só está na expectativa de saber qual laboratório que irá fornecer as vacinas para Minas e para o município de Caratinga e os demais, para que a gente consiga desenvolver a logística de armazenamento. Vocês sabem que tem uma vacina que ela necessita de 70 a 80 graus negativos para ser conservada e um fator dificultador para o transporte e para fazer chegar aos municípios do Brasil. E há outros laboratórios que as vacinas necessitam de poucos graus negativos para que sejam conservadas e cheguem com segurança ao destino final, que é a aplicação nos munícipes. Se for olhar a necessidade, a população toda necessita disso, mas terá prioridade primeiro, as pessoas mais idosas, da Saúde e, consequentemente outras categorias também serão vacinadas”, detalhou.



Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">