14/01/2021 às 15h54min - Atualizada em 14/01/2021 às 15h54min

Cruzeiro dá novo vexame na Série B e perde para o lanterna Oeste dentro de casa

Raposa chegou ao sexto tropeço em casa na segunda divisão e não conseguiu superar o último colocado

O Tempo
O maior adversáro do Cruzeiro é ele mesmo. Na noite desta quarta-feira, o time celeste protagonizou um novo vexame na segunda divisão nacional. Todos os resultados contribuíram para que o time, milagrosamente, ficasse a cinco pontos do G-4. No entanto, comprovando o péssimo rendimento dentro de casa, o time foi derrotado pelo lanterna e virtual rebaixado à terceira divisão Oeste por 1 a 0, gol marcado ainda na etapa inicial. 

Com o resultado, o time celeste se mantém estagnado na 13ª posição, com 44 pontos, oito pontos longe do G-4 e a oito do Paraná, o primeiro time no Z-4 do Campeonato Brasileiro da Série B. O reflexo de um time de mediano para fraco e ainda às voltas com problemas de salários que minam a confiança do torcedor de dias melhores. 

Antes dessa partida, o Oeste havia vencido apenas um dos últimos 16 jogos fora de casa. Pior aiinda. Se contar todo o desempenho na Série B, o time só havia conquistado, antes da Raposa, cinco vitórias. Conseguiu a sexta dentro do Independência, estádio que o time celeste ainda não venceu desde a mudança protagonizada pela diretoria. Mais vexatório ainda, diante do último colocado, o Cruzeiro passou sem vencer e sem marcar nenhum gol. Empatou no turno por 0 a 0 e perdeu dentro do Horto. Foi a sexta derrota em casa, além de outros seis empates e apenas cinco vitórias, campanha que só não é pior como mandante que a do próprio Oeste, que tem 10 derrotas em seus domínio. 

O gol do time paulista foi marcado aos 41 minutos da etapa inicial, em uma cabeçada de Fábio, vencendo o xará celeste. Para vencer o time celeste, o Oeste utilizou a dinâmica conhecida. Entregar a bola para a Raposa, que sem nenhuma criatividade, insistiu sem eficiência em suas jogadas, especialmente explorando as laterais, tentativas de cruzamento para a área, mas sem efeito algum. No segundo tempo, ainda teve amplo domínio da posse, mas não soube converter isso em gols. Mais uma note de futebol fraquíssimo da Raposa, que amargou outro tropeço inimaginável na segunda divisão.  

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">