27/01/2021 às 08h52min - Atualizada em 27/01/2021 às 08h52min

Caratinga tem, até o momento, mais de 700 pessoas vacinadas contra COVID-19 nesta primeira etapa

Do total das 1050 doses do primeiro lote da vacina CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, que foram recebidas pela Secretaria Municipal de Saúde de Caratinga, no dia 19 de janeiro, 789 já foram aplicadas nos grupos prioritários desta primeira etapa da campanha de vacinação contra a Covid-19.

Fabio Teodoro
Do total das 1050 doses do primeiro lote da vacina CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, que foram recebidas pela Secretaria Municipal de Saúde de Caratinga, no dia 19 de janeiro, 789 já foram aplicadas nos grupos prioritários desta primeira etapa da campanha de vacinação contra a Covid-19. 
Segundo números da pasta, até o momento, foram vacinados 614 profissionais da área da saúde da linha de frente do combate à Covid-19, 57 pessoas com deficiência institucionalizadas e 118 idosos residentes em instituições de longa permanência. Na segunda-feira (25) foram imunizados os assistidos do Recanto dos Idosos Pastor Geraldo Sales e do Lar dos Idosos Monsenhor Rocha. Para a assistência social do Lar do Idosos, localizado no bairro Santa Cruz, a vacina contra a covid representa a perspectiva de uma ‘nova vida’. 
Ainda não se pode falar em término da primeira etapa porque há um público maior do que o número de doses recebidas neste primeiro momento. De acordo com o secretário de Saúde, Caratinga necessitaria de 5 mil unidades da CoronaVac, considerando as duas doses por pessoa, para imunizar todos os públicos que compõem os grupos prioritários desta primeira fase. 
No último domingo (24), Minas Gerais recebeu desenvolvida pela farmacêutica AstraZeneca e pela Universidade de Oxford em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). E, na segunda (25), mais 87.600 doses da CoronaVac. As vacinas ficam armazenadas na Rede de Frio, nas condições ideais de temperatura e de lá são encaminhadas, por via terrestre ou aérea, para as 28 Unidades Regionais de Saúde do Estado. Uma vez nas regionais, os municípios são contatados para recolherem as doses de vacinas.
Ainda conforme o secretário de Saúde, desde quando começaram a ser aplicadas no município, não houve nenhum registro de evento adverso relacionado à vacina.
Erick lembrou mais uma vez que, mesmo o início da imunização, as pessoas não devem relaxar em relação às recomendações de prevenção contra a Covid-19.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">