03/02/2021 às 10h40min - Atualizada em 03/02/2021 às 10h40min

Prefeitura de Governador Valadares publica decreto que autoriza retomada das aulas presenciais

Escolas deverão apresentar um plano de retomada até o dia 5 de fevereiro, contendo todas as medidas sanitárias implantadas.

G1
A prefeitura de Governador Valadares publicou, nesta terça-feira (2), o decreto que autoriza a retomada das aulas presenciais nas instituições públicas e privadas de ensino, além do retorno do serviço de transporte escolar.
De acordo com o Executivo, as escolas deverão protocolar um plano de retomada na Secretaria Municipal de Educação até o dia 5 de fevereiro. Ele deverá conter, de forma detalhada, todas as medidas sanitárias implantadas e aplicáveis na instituição.
Após isso, a Comissão Interna de Saúde e Educação se manifestará por meio de ato, no dia 12 de fevereiro. Caso o plano apresentado pela escola seja aprovado, a instituição poderá retomar as suas atividades presenciais imediatamente.
Segundo a prefeitura, as escolas também deverão oferecer o ensino exclusivamente remoro para quem optar pelo modelo. Além disso, também poderão adotar o modelo híbrido de ensino, desde que atendam às recomendações do Protocolo Municipal e seja dada ao aluno a opção pelo ensino exclusivamente remoto.
A administração informou ainda que o retorno das aulas municipais está previsto para o dia 8 de fevereiro, pela plataforma online. As aulas presenciais devem ser retomadas no dia 22 de março, após as escolas serem adequadas às exigências do Ministério Público e da Vigilância Sanitária.

Protocolo de retorno às aulas presenciais

Para a retomada das aulas presenciais, as escolas deverão seguir algumas normas estabelecidas pelo protocolo. Entre elas, estão a designação de profissionais para a medição da temperatura de estudantes, professores e funcionários, não sendo permitida a entrada com temperatura igual ou superior a 37,8° C; supervisão dos ambientes compartilhados para evitar aglomerações; disponibilização de dispensadores com álcool em gel 70% ou de um funcionário com frasco de spray com álcool líquido 70%; obrigatoriedade do uso de máscaras.
O protocolo ainda traz recomendações sobre a limpeza e desinfecção do ambiente escolar, assim como a higienização e preparo de alimentos; orientações de uso dos espaços coletivos. As salas de aula deverão ter a ocupação de 50% da sua capacidade, com distanciamento de 1,5 m entre mesas.
Caso algum funcionário ou estudante apresente sintomas de Covid-19, ele deverá ser levado a um espaço isolado na escola até a chegada do responsável. Caso seja confirmado, a escola deverá informar às secretarias de Educação e Saúde, além afastar o aluno ou funcionário. Se houver mais confirmações na mesma escola, caso necessário, a instituição deverá ser fechada.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">