04/02/2021 às 18h42min - Atualizada em 04/02/2021 às 18h42min

Polícia Civil prende investigado apontado como autor intelectual de roubo de R$ 10 Mil ocorrido em novembro de 2020 em Caratinga

Fábio Teodoro
A Polícia Civil prendeu um investigado, de 29 anos, conhecido pela alcunha de ‘2K’, que é dono de uma extensa ficha criminal, composta em sua maioria por crimes de roubo. Ele foi preso por força de um mandado de prisão preventiva na Avenida Dário Grossi, na quarta-feira (03/02). Segundo o delegado Almir Lugon, a prisão faz parte da complementação das investigações de um assalto à mão armada ocorrido em novembro do ano passado em Caratinga, quando foram levados R$ 10 mil de uma vítima, de 39 anos. 

À época, a Polícia Militar agiu rapidamente e deteve os executores do crime, um menor, de 17 anos, e um indivíduo, de 21 anos, recuperando boa parte da quantia roubada. O delegado destacou que as investigações foram aprofundadas e apontaram que o 2K é o autor intelectual do crime, ou seja, planejou toda a ação delituosa. 

“Ele, inclusive, forneceu a arma para que o crime ocorresse e esse criminoso é contumaz na prática de roubos na nossa cidade, tem a alcunha de ‘2K’. Então, ele planejou todo o crime e na data de ontem, os nossos investigadores no monitoramento da vida do investigado, conseguiram localizá-lo em um posto de gasolina e efetuar a sua prisão”, disse Almir. 

De acordo com o delegado, a vítima transportava o dinheiro para fazer pagamentos referentes à execução de uma obra. Almir disse que os investigados confessaram que a quantia roubada seria dividida entre eles. 

“Eles não falaram a forma como seria dividido, mas nós entendemos que esse criminoso tinha uma participação efetiva e, provavelmente, ficaria com boa parte do dinheiro, tendo em vista que ele foi o autor intelectual do crime. Então, ele planejou o crime todo e estudou os passos da vítima. Todos os investigados confessaram que eles já sabiam da movimentação da vítima. Isso é algo que costumamos falar para as pessoas, para não efetuarem pagamentos em volume de dinheiro de forma rotineira. Essa vítima confessou que fazia isso. Efetuava o pagamento todas as vezes naquele dia, naquele horário, então, isso facilitou muito o trabalho dos criminosos. É um alerta que fazemos para as vítimas”.

No dia do crime, a vítima se deslocava com seu carro pela rua Doutor Maninho, no centro, quando foi abordada pelos assaltantes nas proximidades do clube América. A vítima chegou a ser agredida pelos autores.

“Eles abordaram a vítima com uma arma de fogo e a colocaram dentro do carro e foram até um local ermo com ela, dando coronhadas na cabeça dela. Então, foi um roubo feito de forma violenta”. 

A Polícia Civil já está concluindo o inquérito policial que apurava o roubo. Os dois executores já foram indiciados e o último investigado preso também será indiciado. Almir também ressaltou que esta é uma resposta da Polícia Civil para os roubos ocorridos recentemente em Caratinga. 

“A Polícia Militar tem trabalhado junto com a Polícia Civil. Então, nesse roubo a joalheria, a PM e a Civil trabalharam de forma conjunta e efetiva na prisão de todos os envolvidos. E esse serviço também demonstra o trabalho conjunto feito pelas duas forças policiais. Porque inicialmente a PM efetuou a prisão em flagrante dos dois executores e agora a Polícia Civil, complementando o trabalho, com a prisão do autor intelectual. Então, damos um recado tanto para os criminosos quanto para a população. Que nós não vamos permitir esses roubos acontecendo na nossa cidade. Nós vamos efetuar a prisão de todos os envolvidos e trabalhar de forma conjunta com a PM, para que isso aconteça e a população de Caratinga fique tranquila, que esses roubos terão a apuração devida e o empenho das forças policiais”.


 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">