10/02/2021 às 16h48min - Atualizada em 10/02/2021 às 16h48min

SENACON CRIA CAMPANHA PARA COMBATER VENDA DE VACINAS FALSAS PELA INTERNET

Um golpe que pode trazer muitos riscos à saúde. A Secretaria Nacional do Consumidor, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, lançou uma campanha nas redes sociais para combater sites que comercializam doses falsificadas de vacinas contra a Covid-19.

Fernanda Freitas
Um golpe que pode trazer muitos riscos à saúde. A Secretaria Nacional do Consumidor, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, lançou uma campanha nas redes sociais para combater sites que comercializam doses falsificadas de vacinas contra a Covid-19.
As vacinas contra a Covid-19 à disposição no Brasil são oferecidas exclusivamente pelo Sistema Único de Saúde e de forma gratuita. Até o momento não existe nenhuma possibilidade de obtenção do imunizante por qualquer outro meio, que não o SUS. Mesmo assim, vacinas falsas estão sendo oferecidas pela internet. Para alertar os consumidores, a Secretaria Nacional do Consumidor, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, lançou a campanha “Vacina Pirata, Não”.
Além da campanha a Senacon está analisando mais de 2 mil páginas na internet suspeitas de estarem, de algum modo, oferecendo vacinas piratas, ou induzindo o consumidor ao erro. Além disso, foi criado um canal por e-mail exclusivo para concentrar as denúncias dos casos.
As denúncias podem ser enviadas no e-mail: vacinapiratacncp@mj.gov.br As denúncias são importante para que a ação do governo federal no combate à comercialização de vacinas piratas seja rápida e eficaz.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">