25/02/2021 às 16h46min - Atualizada em 25/02/2021 às 16h46min

MOTORISTAS DE APLICATIVOS DE CARATINGA PROTESTAM CONTRA O AUMENTO DE COMBUSTÍVEL

O ponto de concentração foi na praça do Menino Maluquinho, às margens da rodovia. Os motoristas bloquearam a estrada nos dois sentidos, colocando fogo em pneus e em galhos secos.

Miguel Bráz
O trecho urbano da BR-116, em Caratinga, foi palco de uma manifestação dos motoristas de aplicativos, na tarde de quarta-feira (24). Eles reivindicaram a baixa do preço da gasolina.
O ponto de concentração foi na praça do Menino Maluquinho, às margens da rodovia. Os motoristas bloquearam a estrada nos dois sentidos, colocando fogo em pneus e em galhos secos. Por causa do protesto, o trânsito registrou engarrafamento.
Mas, houve alguns condutores que se arriscaram a atravessar e outros subiram pelas calçadas ou passaram por locais proibidos. A manifestação durou cerca de uma hora. Nenhuma ocorrência de natureza grave foi registrada por causa da manifestação na BR-116.
Na última semana, a Petrobras anunciou o aumento no preço dos combustíveis nas refinarias. O reajuste foi de 15,2% no diesel e de 10,2% na gasolina e passou a valer na sexta-feira passada.
Na última terça-feira, um decreto formalizado pelo presidente Jair Bolsonaro determina que os postos de combustíveis detalhem os valores que compõem o preço final dos produtos ao consumidor. A norma é válida para todo o Brasil e entrará em vigor em 30 dias.
O decreto diz que no painel dos componentes do preço do combustível automotivo nos postos deve conter o: valor do ICMS, da Contribuição para Programas de Integração Social e de Formação do Patrimônio do Servidor Público- Contribuição PIS/PASEP e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">