05/03/2021 às 17h13min - Atualizada em 05/03/2021 às 17h13min

​Brasil fecha o ano de 2020 com alto percentual de inadimplentes: especialista explica alta inadimplência e dá dicas para sair do vermelho

As famílias inadimplentes chegaram a 25,5%, percentual superior em relação ao ano de 2019, que chegou a 24%.

Lorena Gonçalves
Segundo a CNC, Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, o país fechou o ano com 66,3% de pessoas endividadas. As famílias inadimplentes chegaram a 25,5%, percentual superior em relação ao ano de 2019, que chegou a 24%. Já as famílias sem condições de pagar as dívidas em atraso, somaram 11% em 2020.
 
Para esse administrador, o benefício do auxílio emergencial, quando mal utilizado, pode ter se tornado o vilão em alguns casos, e ter contribuído em parte, para o alto índice de porcentagem de endividamento.
 
E a expectativa é de que este quadro possa ainda se agravar ao longo deste ano. Embora a vacinação contra a Covid-19 já esteja a todo vapor no país, com 3,36% da população vacinada até o momento, se o vírus persistir, a tendência é que a porcentagem de pessoas endividadas seja ainda mais elevada que o ano passado, como explica José Carlos.
 
O administrador orienta as pessoas que estão inadimplentes, que a melhor forma é negociar a dívida com o recebedor.
E para os que estão com as contas em dia, fica a dica: faça sempre um planejamento financeiro que caiba dentro do seu orçamento.
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">