12/03/2021 às 16h43min - Atualizada em 12/03/2021 às 16h43min

Taxa de ocupação de leitos de UTI Covid em Caratinga está em 75% e o município permanece na onda amarela

Secretário de Saúde reforça que população deve manter as medidas de prevenção contra a Covid para a rede hospitalar do município não colapsar

Reprodução/TV Sistec
O município de Caratinga está com uma taxa de 75% de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para pacientes com Covid-19 na rede SUS (Sistema Único de Saúde). Antes de Caratinga, aparecem Ipatinga com 108,89% dos leitos de UTI Covid ocupados e Coronel Fabriciano e Timóteo com 100% na taxa de ocupação.


 
Caratinga, Ipatinga, Coronel Fabriciano e Timóteo fazem parte da Macrorregião de Saúde do Vale do Aço, que continuará na onda vermelha do plano Minas Consciente, entre os dias 13 a 20 de março, até uma nova avaliação, conforme os indicadores, como incidência, capacidade de atendimento e velocidade de avanço da doença. Já em relação aos leitos de enfermaria da rede SUS ocupados por Covid, Caratinga tem uma taxa de 8,20%. Ipatinga está com uma proporção ocupada de 25,75% e Coronel Fabriciano e Timóteo de 23,73%.



A Microrregião de Saúde de Caratinga já estava na onda amarela e permanecerá nessa mesma fase do Minas Consciente por mais uma semana. As informações constam no Relatório Técnico Nº 21 de 11 de março do Comitê Macrorregional do Vale do Aço de Enfrentamento da Covid-19.

 
HABILITAÇÃO DE NOVOS LEITOS DE UTI EM CARATINGA
 
Com agravamento da pandemia no Estado de Minas Gerais, devido ao aumento no número de casos e de mortes por Covid, causando impacto na capacidade de atendimento da rede hospitalar, pacientes suspeitos ou confirmados com o novo coronavírus vêm sendo transferidos para diferentes regiões mineiras.
Nesta última terça-feira (9), em coletiva de imprensa, o secretário municipal de Saúde, Erick Gonçalves, anunciou que o município de Caratinga juntamente com o Casu-Hospital Irmã Denise solicitou ao Governo Minas a habilitação de mais 20 novos leitos de UTI.
 
“Prontamente, o Estado liberou a implantação desses leitos. Por quê? O Casu possui a estrutura adequada para instalar esses leitos imediatamente. Qual estrutura é essa? Física, de equipamentos, de profissionais, e, também, os medicamentos e os materiais médico-hospitalares para serem usados nos pacientes internados. Essa é uma medida muito importante. Desde o início da pandemia, o município de Caratinga, possuía anteriormente 20 leitos de UTI e nós ampliamos, passando para 85, sendo 5 pediátricos. E, agora, vamos alcançar o total de 105 leitos, sendo 5 pediátricos. Isso traz uma maior capacidade de atendimento. O município, o Casu e Governo do Estado fazendo a sua parte. Ampliando o acesso da população na rede hospitalar”, disse Erick.
O secretário de Saúde também disse que, nesse momento em que várias regiões do Estado estão entrando em colapso hospitalar, inclusive, o Vale do Aço, a população deve reforçar as medidas de prevenção contra a Covid-19. “Como o uso das máscaras, a higiene das mãos, o distanciamento social e evitar locais de aglomeração. O município de Caratinga está fazendo sua parte, ampliando o acesso ao sistema de saúde e capacidade de atendimento do Casu, e temos que contar com o apoio de toda a população para não chegarmos ao cenário de outras regiões que o Estado que já se encontra”, reforçou o secretário.



Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">