31/03/2021 às 15h47min - Atualizada em 31/03/2021 às 15h47min

Auxílio emergencial começa a ser pago na próxima semana

O benefício será pago em quatro parcelas

(Foto: Agência Brasil)
O presidente da República, Jair Bolsonaro, o ministro da Cidadania, João Roma, e os presidentes da Caixa, Pedro Guimarães, e da Dataprev, Gustavo Canuto, concederem entrevista coletiva sobre o pagamento do novo auxílio emergencial, na manhã desta quarta-feira (31).

Jair Bolsonaro começou a falar sobre o calendário com a volta do benefício por quatro meses, o que vai ajudar a muitas famílias afetadas pela pandemia do novo coronavírus. Ele disse que é mais um endividamento da União. O presidente ressaltou que o governo não pode continuar por muito tempo com o auxílio.

O ministro da Cidadania, João Roma, falou sobre o início do auxílio emergencial.

O ministro explicou que houve um cruzamento de mais de 200 fontes de dados para identificar os beneficiários. Os que estavam aptos em dezembro permanecem para receber o auxílio. João Roma afirmou que mais de 40 milhões de famílias que passam por situações sofridas neste momento terão acesso ao benefício.

Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, disse que fará o mesmo procedimento do auxílio anterior para minimizar as aglomerações, e que os beneficiários não precisam abrir novas contas.




No último dia 26, foi publicado o decreto que regulamenta o pagamento do auxílio emergencial 2021, instituído no último dia 18 de março por meio de Medida Provisória.

O apoio financeiro será pago a trabalhadores informais de baixa renda e aqueles inscritos em programas sociais como o Bolsa Família, caso o novo benefício seja mais vantajoso.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">