05/04/2021 às 17h04min - Atualizada em 05/04/2021 às 17h04min

Morador do bairro Santa Cruz, em Caratinga, morre após incêndio em residência

O fato ocorreu na madrugada de domingo

(Foto: Fábio Teodoro/ TV Sistec)
Geraldo de Paula Mendes, de 66 anos, morreu na madrugada deste domingo (4/4), após um incêndio atingir uma residência localizada rua José André do Nascimento (antiga rua Manhuaçu), no bairro Santa Cruz, em Caratinga. A esposa do Seu Geraldo, Maria das Graças Ferreira, foi socorrida com vida pelos vizinhos, que a ouviram gritar por socorro, durante o incêndio. Eles tentaram socorrer o Seu Geraldo, que estava na sala da casa, mas não foi possível por causa da intensidade do fogo e da fumaça.

Geraldo de Paula Mendes, de 66 anos, morreu no incêndio (Foto: divulgação)
O jornalismo da TV Sistec conversou com Eliezer André do Nascimento, vizinho do casal de idosos. Ele contou que da janela da casa atingida pelo fogo dava para ver que as chamas estavam muito fortes e que havia muita fumaça lá dentro.
"A gente arrombou o portão e tentou socorrer o Seu Geraldo, que estava lá dentro. A mulher dele estava no terraço. Mas, infelizmente, a fumaça estava insuportável e não dava para entrar porque o fogo estava muito intenso. Aí não deu para fazermos nada. Um rapaz conseguiu passar pelo telhado da casa vizinha e socorreu a mulher do Seu Geraldo. Infelizmente, foi só deixar queimar, esperar o bombeiro chegar e apagar o fogo", relatou Eliezer.
O Corpo de Bombeiros Militar informou que foi acionado, via 193, por volta das 4h da madrugada, para o atendimento da ocorrência. A informação recebida pelos bombeiros era a de que havia uma vítima presa em um dos cômodos incendiados. Os bombeiros relataram que tiveram um pouco de dificuldade de acessar e chegar ao local com o caminhão Auto Bomba Tanque (ABT) pelo fato de a rua ser estreita e haver alguns carros estacionados. O Corpo de Bombeiros envidou esforços para retirar a vítima com vida, mas ao entrar no cômodo, onde o Seu Geraldo estava, ele já se encontrava sem vida e com o corpo parcialmente carbonizado. Foram gastos cerca de 5 mil litros de água para conter o fogo.
Os bombeiros fizeram o combate às chamas, extinguiram o incêndio e preservaram o local para que fosse feita a perícia da Polícia Civil. As causas e circunstâncias do incêndio serão investigadas pela autoridade policial.
Os vizinhos lamentaram a morte do Seu Geraldo. "Ele era uma boa pessoa. Ele teve um derrame, ficou um tempo sem conversar direito, mas voltou ao normal novamente, começou a sair na porta aqui e conversava com todo mundo. Uma boa pessoa mesmo. Vai fazer falta aqui no bairro. Uma pessoa que, infelizmente, não deveria ter morrido não. Foi uma morte muito trágica. Difícil até de falar. Fui lá e o vi deitado morto, antes de recolher o corpo dele, e foi uma tragédia vê-lo daquele jeito. Agora ficarão as boas lembranças dele. Ele aqui na rua contando caso com a gente, sorrindo. Sempre foi um homem trabalhador", disse Eliezer entristecido.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »