09/04/2021 às 17h04min - Atualizada em 09/04/2021 às 17h04min

Polícia Militar acha cocaína escondida dentro de interruptores de energia elétrica em Vargem Alegre

Fabio Teodoro/Repórter TV Sistec
Durante uma operação envolvendo as equipes policiais de Vargem Alegre e Entre Folhas, nesta tarde de quinta-feira (8/4), com o objetivo de cumprir um mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça, foram apreendidos alguns papelotes de cocaína, além de uma faca e um celular. O que chama atenção é que a droga, segundo a Polícia Militar, estava escondida dentro de interruptores de energia elétrica. A cocaína estava guardada em caixas de tomadas de uma casa localizada à rua Manoel Inácio de Oliveira, no centro de Vargem Alegre. Um homem, de 35 anos, foi preso pelos militares.
"As equipes policiais deslocaram até a residência do denunciado, acompanhadas das testemunhas, onde tivemos contato com ele, que já possui passagens por crime de tráfico de drogas, além de furto, roubo e homicídio. Iniciamos buscas no interior da residência e, conforme já haviam denúncias, de ele esconder drogas nos interruptores de tomadas, dentro do quarto foram localizadas duas buchas. Foi necessário o uso de chave de fenda para a retirada da tampa. Em continuidade às buscas, também foi localizada na sala outra substância análoga à cocaína. Segundo o autor, ele possuía o material para uso, mas a situação aí não procede porque há denúncias de tráfico", detalhou cabo Roberto.
De acordo com a PM, o homem preso estava em liberdade condicional. Trata-se de um benefício concedido a um condenado que permite o cumprimento da pena em liberdade desde que o apenado preencha uma série de requisitos e cumpra as condições determinadas. Esse benefício pode ser suspenso no caso de descumprimento. O caso foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Caratinga. "Recentemente houve diversas denúncias da movimentação de usuários nas proximidades da residência dele", disse cabo Roberto.
A PM destacou mais vez a importância da contribuição do cidadão com as denúncias, resultando em apreensões de drogas. O denunciante tem sigilo absoluto e anonimato garantido.



Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »