11/04/2019 às 11h40min - Atualizada em 11/04/2019 às 11h40min

Família pede prisão de suspeito que ateou fogo na ex-companheira e no filho.

Crime aconteceu na madrugada do dia 2 de Abril, em Santo Antônio do Manhuaçu.

Lucas Vieira
O crime aconteceu na madruga do dia 02 de abril em Santo Antônio do Manhuaçu, distrito de Caratinga.  Maria Edineia Gonçalves Miguel, de 45 anos, e o filho Tcharles Gonçalves da Silva, de 21 anos, deram entrada na UPA de Caratinga apresentando queimaduras em diversas partes do corpo. Segundo apurado, Tcharles teve ferimentos mais leves e foi liberado no mesmo dia. Já a senhora Maria Edineia sofreu queimaduras graves e ainda segue internada no hospital Casu.  O suspeito de ter praticado o crime é o ex-companheiro de Maria, Pedro Machado da Silva, que até o momento não foi preso.
Sem se identificar, um parente da vítima conversou com a reportagem da TV Sistec. Segundo a família, Pedro tem comportamentos agressivos e a preocupação é que ele volte a tentar contra a vida das vítimas.

Segundo a família, esta não é a primeira vez que Pedro agride Maria Edineia. Como Pedro não foi preso em flagrante no dia dos fatos, ele permanece solto. A família clama por justiça e espera que o suspeito pague pelo o que fez.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">