03/08/2021 às 09h08min - Atualizada em 03/08/2021 às 09h08min

Bungie e Ubisoft se unem para processar vendedores de trapaças

João Gabriel Nogueira
Tecmundo
Toda produtora que tenha algum jogo multiplayer tem que lidar com cheaters e trapaceiros. Entre os inúmeros criadores de hacks e aimbots, a Ubisoft e a Bungie decidiram unir forças para enfrentar um inimigo em comum, o site Ring-1.
 
O Ring-1 vende abertamente ferramentas de cheat para vários jogos, o que inclui Rainbow 6 Siege e Destiny 2. Para que seu caso tivesse mais peso na Justiça, as respectivas produtoras desses jogos decidiram processar em conjunto a plataforma, alegando que as trapaças que o Ring-1 vende "atrapalham e destroem não apenas a experiência do jogo, mas também os negócios em geral do querelante, bem como sua reputação entre suas respectivas comunidades de jogadores".
 
O documento cita como principais processados três pessoas pelos seus codinomes: Overpowered, Krypto e Berserker. Tanto Ubisoft como Bungie querem ser ressarcidas pelos seus prejuízos, mas não citam valores pretendidos.
 
O processo tem como principal objetivo parar a venda das trapaças para pelo Ring-1 para esses games, mas as produtoras aproveitaram para anexar mais uma reclamação contra o uso das artes de seus games na página. Para adicionar insulto à injúria, o site de cheats ainda aproveita de maneira não autorizada os logos e imagens patenteadas de Rainbow 6 Siege e Destiny 2 para vender suas ferramentas.
 
O processo é apenas contra os vendedores dos cheats, não contra quem usa. Mas claro que os jogadores que trapaceiam estão sempre passíveis de banimentos permanentes quando são pegos.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">