16/04/2019 às 11h28min - Atualizada em 16/04/2019 às 11h28min

Denunciado se defende e diz que não agrediu bombeira voluntária por querer

Comandante do Grupamento de Resgate prestou queixa na delegacia

Ainda rende polêmica em Caratinga a denúncia feita pela presidente do Grupamento de Resgate de Ubaporanga, Andreia Ribeiro, que diz ter sido agredida por Juarez Leite da Costa, o “Taka Pedra”, no último final de semana. Segundo Andréia, o ataque aconteceu em um bar situado à Avenida Marechal Deodoro da Fonseca, região central de Caratinga. A agressão deixou o olho esquerdo da bombeira com um hematoma e ela prestou queixa contra Juarez na delegacia de Caratinga. A vítima relatou durante entrevista que a confusão teria começado devido a uma provocação de Taka Pedra ao namorado dela, que estava no bar. Ativista político e responsável por uma publicação impressa tratando de assuntos locais, falou sobre o caso na tarde de ontem.  Taka Pedra negou que tivesse agredido a bombeira de forma proposital e se disse vítima da situação.

A bombeira Andreia Ribeiro, em rede social, disse que as declarações de Taka Pedra à imprensa são mentirosas e que ele a agrediu sim, de forma proposital. O caso, agora, será decidido na Justiça.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">