08/09/2021 às 18h07min - Atualizada em 08/09/2021 às 18h07min

Infanticídio: mãe é presa após matar o filho recém-nascido em Sericita, na Zona da Mata

Recém-nascido foi encontrado morto enrolado em tapete

(Foto: reprodução)
O caso foi registrado na cidade de Sericita, na Zona da Mata, nesta terça-feira (7/9). O recém-nascido foi encontrado morto em uma residência localizada na rua Santana, no bairro Barro Branco.

A Polícia Militar tomou conhecimento da morte do recém-nascido após ser acionada por uma testemunha a comparecer ao local. A testemunha limpava a casa de sua propriedade, que havia sido desocupada por sua inquilina, uma mulher, de 24 anos, quando ela sentiu forte odor vindo de um tapete enrolado. Desconfiada da situação, ela chamou a polícia. 

“Essa senhora relatou que ao realizar a limpeza da referida casa percebeu que havia um tapete enrolado na varanda, o qual exalava um forte odor. Essa senhora já desconfiada do que poderia estar ali, tendo em vista que essa jovem teria narrado que estaria grávida, mas que o feto havia morrido, acabou acionando os militares para verificar do que se tratava. Quando os militares chegaram à residência e foram verificar o que se encontrava enrolado naquele tapete, constataram que ali havia o corpo de um recém-nascido já em estado de decomposição”, detalhou o tenente Tiago Silva.




A perícia da Polícia Civil foi acionada e realizou os trabalhos periciais. Segundo a polícia, durante as diligências, os militares descobriram que a mãe do filho recém-nascido tinha iniciado viagem de mudança em um veículo táxi de Sericita, para a Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), onde ela foi localizada e presa.

“Foi feito contato com os militares da fração de Sabará e eles interceptaram esse táxi já chegando em Belo Horizonte e realizaram a prisão em flagrante dessa jovem. Essa jovem confessou que já tinha dois filhos e que não desejava esse terceiro filho, motivo pelo qual acabou asfixiando essa criança e ela foi a óbito”, informou o tenente. 

Diante dos fatos a autora foi encaminhada à Delegacia de Polícia Civil para demais providências.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">