10/09/2021 às 10h23min - Atualizada em 10/09/2021 às 10h23min

Homem é preso em Ubaporanga após fazer postagem racista no Facebook

Ele escreveu em sua rede social: ‘preto é gente só quando tá dentro do banheiro. Você bate na porta e eles dizem: tem gente’

(Foto: reprodução/ TV SISTEC)
A prisão do homem, de 43 anos, aconteceu na noite de ontem (9/9), no bairro 27 de abril, em Ubaporanga. Ele foi preso pela Polícia Militar após escrever em uma rede social: “preto é gente só quando tá dentro do banheiro. Você bate na porta e eles dizem: tem gente”. A postagem racista foi feita em seu perfil no Facebook. 

“O solicitante, na verdade, viu uma publicação deste autor, que já fez isso anteriormente, e havia feito até contra um militar da ativa de Ubaporanga. Ele [solicitante] ficou indignado com a publicação e entrou em contato com a viatura durante o dia, porém, não conseguimos lograr êxito no rastreamento do autor. À noite, quando assumimos o serviço, deslocamos para a casa do autor, onde ele confirmou que realmente escreveu aquilo lá, mas não deu explicação nenhuma e chegou a dizer que excluiu já a publicação. O solicitante falou que quer tomar as demais providências e fizemos a prisão do autor e esperar o desfecho com o delegado”, detalhou cabo William. 


(Foto: reprodução/ TV SISTEC)

Alcinei Marcos foi quem viu a postagem e acionou a polícia. O solicitante da ocorrência fez um print do autor da postagem antes que ele apagasse. Em entrevista à TV Sistec, Alcinei disse que o comentário lhe causou revolta. 

“Eu acessei a internet, o Facebook, às 4h da manhã, e me deparei com essa postagem muito indesejada. Um ato de racismo, dizendo que preto só seria gente se fosse no banheiro. Batesse na porta, responderia: tem gente. Aquilo me deu uma revolta muito grande e eu disse: ‘vou mostrar para esse rapaz que preto é gente em qualquer lugar. Dentro e fora do banheiro’. Nisso, eu acionei um sargento de Ubaporanga, que esse mesmo indivíduo já tinha o chamado de ‘macaco’, e começamos a trabalhar em conjunto. À noite, a polícia conseguiu prender esse rapaz”, contou Alcinei.

Alcinei Marcos foi quem viu a postagem e acionou a polícia(Foto: reprodução/ TV SISTEC)

O caso foi repassado à Polícia Civil para que fossem adotadas as devidas providências. “Ele não falou eu, outras pessoas, falou todo mundo. Então, ele incluiu a classe negra em geral. Isso foi um ato de racismo. Não foi um fato de injúria racial. Espero que o delegado também interprete desta forma para que ele fique preso e não cometa isso novamente”, comentou Alcinei. 

INQUÉRITO SOBRE O CASO FOI ENCAMINHADO À JUSTICA, SEGUNDO A POLÍCIA CIVIL
 
Procurada pelo jornalismo da TV Sistec, a Polícia Civil informou em nota: “Sobre o caso ocorrido no Município de Ubaporanga onde um indivíduo teria publicado dizeres com conteúdo racista em uma rede social, a Polícia Civil informa que o suspeito foi indiciado pelo crime descrito no artigo 20 parágrafo 2º da lei 7.716, que define os crimes resultantes de preconceito de raça ou cor e o inquérito encaminhado ao Poder Judiciário”.

Segundo o delegado regional Ivan Lopes Sales, o investigado já havia sido preso pelo crime de injúria racial em março deste ano. Ele confessou a publicação, mas declarou ter feito a postagem em tom de brincadeira. 

O QUE DIZ A LEI 

Art. 20. Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional.

§ 2º Se qualquer dos crimes previstos no caput é cometido por intermédio dos meios de comunicação social ou publicação de qualquer natureza. 

Pena: reclusão de dois a cinco anos e multa.




Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">