20/09/2021 às 16h27min - Atualizada em 20/09/2021 às 16h27min

Moradores lutam por quase uma semana em incêndio de grande proporção na zona rural de Dom Lara

Grande incêndio deixa prejuízo para os moradores e para o Meio Ambiente

(Foto: divulgação)
A cena é assustadora. São dezenas de hectares de florestas e pastagens destruídas pelo fogo. E isso não foi do dia para a noite, segundo moradores do local, desde quinta-feira (16) da semana passada eles vem lutando para tentar controlar o incêndio. Mas mesmo com esforço e envolvimento de amigos e vizinhos, as chamas se alastraram e alcançaram o outro lado da pista, podendo chegar a atingir também o distrito de Dom Modesto.



Weslen é produtor rural e mora em um local onde os efeitos do incêndio se tornaram insustentáveis para viver. Ele conta que há pelo menos cinco dias, sua família sequer consegue dormir pelo medo da chegada do fogo. A rotina de trabalho ficou de lado para resolver esse problema que começou com uma ação criminosa. Quando nossa equipe chegou, o produtor voltava de mais uma tentativa de controlar o incêndio.

Por essas imagens feitas pelos moradores de dia, é possível ver a proporção do estrago já nos primeiros dias do incêndio. Mesmo durante a noite, dá pra se ter uma ideia de como o fogo avança rápido pela mata seca. 

Além de terem sido afetados exclusivamente os pequenos produtores, são eles que estão tendo que lidar, sozinhos, com todo esse dilema. Sem retorno das autoridades responsáveis, passaram a lutar pela própria sobrevivência.


O prejuízo e o desgaste que fica para os moradores é incontestável. Agora ainda resta mensurar o dano que esse incêndio criminoso representou para o meio ambiente, já que se trata de um local de grande variedade ecológica, um dos poucos que existia em Caratinga.

Provocar incêndios florestais, seja de forma intencional ou por acidente, é crime ambiental e deve render punição. Os autores respondem em esfera administrativa — com multa, por exemplo — e criminal, por dolo ou culpa. Em todos os casos, é obrigatório recompor a vegetação destruída.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">