21/09/2021 às 17h14min - Atualizada em 21/09/2021 às 17h14min

Mulher tem celular roubado e autor é preso em flagrante pela Polícia Militar em Caratinga

Fabio Teodoro/Repórter TV Sistec
A faca utilizada na prática do roubo foi apreendida pela Polícia Militar. O crime aconteceu na noite de ontem (20/9), na travessa Jorge Coura Filho, no centro de Caratinga.
Uma mulher teve seu celular roubado enquanto voltava para casa. A vítima contou que foi agarrada por trás pelo autor que apontou a faca em direção ao seu pescoço e exigiu que ela passasse o celular.
Em uma ação rápida, a Polícia Militar conseguiu prender o autor do crime, um indivíduo, de 29 anos. Segundo o tenente Lessa, cinco minutos após o fato ter ocorrido, a PM recebeu ligação da vítima e testemunha, que estavam no local, dando conta de que um indivíduo de 1,70 de altura, de cor clara, usando um boné no momento da ação, teria tomado de assalto um celular.
As viaturas se posicionaram em pontos estratégicos e buscaram locais em que há traficância. Também foram levantadas algumas imagens do autor. Ele foi abordado na rua Professor Olinto, momento em que tentou fugir, mas foi preso em flagrante e confessou o crime.
O autor confesso, que é oriundo da Bahia, também é suspeito de outro fato criminoso registrado anteontem e havia deixado a prisão no último dia 15. "Estava passando por um local em que havia uma vítima em potencial e ele não imaginou que tinham câmeras de segurança que ajudassem na sua identificação", afirmou o tenente Lessa.
Em um primeiro momento, não foi possível recuperar o celular. Segundo a PM, ele trocou o aparelho por crack em um ponto de venda de drogas em Caratinga, mas não informou corretamente o local e os militares seguem levantando informações a fim de tentar recuperar o aparelho.
A PM orienta para que a população tome cuidado ao atender ou falar ao celular na rua. "Essa é uma das dicas de segurança que mais passamos, quando se trata de celular. Quando a pessoa conversa ao celular, ela está em um momento de relaxamento e, às vezes, o fato de ela estar sozinha, transitando por uma rua, que tem pouco movimento de pessoas, isso pode gerar a oportunidade para o indivíduo agir, que foi o caso de ontem", disse o tenente.



Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">