21/09/2021 às 17h45min - Atualizada em 21/09/2021 às 17h45min

Menino de 1 ano e 6 meses é agredido pelo irmão de seu padrasto que acaba preso em Caratinga

Fabio Teodoro/Repórter TV Sistec
O crime aconteceu na noite desta segunda-feira (20/9), numa casa da rua Deputado Dênio Moreira de Carvalho, no bairro Santa Cruz, em Caratinga. Segundo o tenente Uéliton Lessa, da Polícia Militar, o indivíduo, de 21 anos, apontado como agressor do menino de um ano e seis meses, é irmão do padrasto da criança.
“Populares que estiveram no local e visualizaram a cena, algumas pessoas, que estavam próximas à casa, ouviram um barulho como se algo estivesse sendo batido contra a parede. Preocupados com a situação, populares entraram na casa e verificaram a criança sendo batida contra o chão. Eles empurraram o autor, tomaram a criança dele e imediatamente a conduziram para a unidade de saúde", detalhou o tenente Lessa.
De acordo com a PM, durante o ocorrido, o autor chegou a partir para cima dos populares que flagraram as agressões e entraram na casa para socorrer a criança. Neste momento, ele foi agredido pelos populares.
Uma foto que circula pelas redes sociais mostra quando os policiais localizaram o autor ensanguentado, com um corte na região da cabeça.
A criança foi socorrida inicialmente para a unidade de saúde da praça Marta Carli, de onde foi encaminhada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h), e depois para o Hospital Nossa Senhora Auxiliadora (HNSA). O menino foi socorrido com lesões no olho, na orelha e na cabeça.
O Conselho Tutelar foi acionado e acompanhou o caso juntamente com o pai da criança. Conforme a PM, o Conselho Tutelar já fazia o acompanhamento da família. Segundo informações obtidas pelo jornalismo da TV Sistec, a criança foi atendida, medicada e liberada. A PM informou que a criança foi agredida após comer comida estragada.
O autor foi levado para a Delegacia de Polícia Civil, onde ele teve a prisão em flagrante ratificada pelo crime de tortura. Ele foi encaminhado ao presídio, onde está à disposição da Justiça e um inquérito policial foi aberto para apurar as circunstâncias do caso. As investigações seguem em andamento na delegacia.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">