23/09/2021 às 18h16min - Atualizada em 23/09/2021 às 18h16min

Menino de 4 anos morre afogado dentro de tanque em pedreira no bairro Esplanada em Caratinga

A ocorrência do afogamento do menino de 4 anos foi registrada pelo Corpo de Bombeiros, nesta tarde de quarta-feira (22/9), no bairro Esplanada, em Caratinga. João Pedro André de Souza morreu afogado dentro de um tanque de decantação localizado em um terreno de propriedade da empresa Britador São Geraldo.
Em entrevista à TV Sistec, soldado Miquéias, bombeiro militar, informou que a guarnição foi acionada, via 193, por uma tia da criança.
“Ela disse que o menino tinha desaparecido e informou também que no local, onde ele, provavelmente, sumiu, havia poços pertencentes à área da pedreira. Nós fomos para o local e começamos a procurar o menino aos arredores do quintal e onde ele sempre ficava brincando. Procuramos também perto dos tanques e achamos algumas pegadas do tamanho correspondente à idade dele, além de alguns objetos, como pedaços de corda, que o menino sempre brincava, segundo a família”, disse o soldado.
 
Segundo o soldado Miquéias, a partir do encontro das pegadas do menino próximas aos tanques, os bombeiros fizeram um trabalho de mergulho.
“O local estava bem sujo e a água bem turva. Então, nós fomos por tateamento e começamos a ir em todos os tanques. No final da operação, nós já estávamos meio aliviados, porque não achamos o corpo do menino e teríamos que fazer buscas em outro local, então, provavelmente, ele poderia estar vivo ainda. Porém, na última tentativa nossa, infelizmente, nós encontramos o corpo e não foi possível fazer mais nada”, informou o soldado.
O corpo da vítima foi encontrado em um tanque com cerca de 1,5 metro de profundidade. “Para muitos, pode ser pouca coisa, mas para uma criança de 4 anos, que não sabe nadar, é fatal”.
 
Nossa equipe conversou com tio de João Pedro. Antes do acontecimento, Marcelo André de Souza relatou que o sobrinho brincava em uma área, onde existe um muro que divide o terreno do Britador São Geraldo e a comunidade do bairro Vale do Sol. “Aí minha mãe veio aqui e falou: vamos descer João Pedro porque vou lavar roupa’. Passou uns dez minutos e ele não apareceu não. Aí minha mãe veio procurar e deu falta dele. Não achou e andou por todos os lados onde ele tinha o costume de ficar. Foram mais de duas horas procurando no meio do mato. Aí, ele estava com uma corda na mão, brincando. Entramos lá e achamos a cordinha perto do poço e as marcas do pezinho dele. Quando a gente resolveu chamar o Corpo de Bombeiros e achou o João Pedro”, contou o tio.
 
Ao que tudo indica, o menino passou através de um buraco existente no muro. O tio afirmou que o seu sobrinho sempre tinha o costume de brincar nas proximidades, mas, até então, nunca tinha passado para o terreno da empresa, onde ficam os tanques.
 
A perícia da Polícia Civil foi acionada e compareceu ao local. Após os trabalhos periciais, o corpo da criança foi levado pelo serviço funerário ao Instituto Médico Legal (IML) para exames mais detalhados.
 
O Britador São Geraldo divulgou uma nota à imprensa. Confira abaixo a nota na íntegra:
 
“Britador São Geraldo vem a público manifestar o seu profundo lamento pelo falecimento de uma criança, que se afogou em um tanque de decantação instalado em um terreno de sua propriedade, no bairro Esplanada, município de Caratinga (MG).
 
Vem ainda esclarecer que todas as divisas do seu terreno com a comunidade Vale do Sol são muradas. Mesmo assim, era comum a entrada de pessoas não autorizadas no imóvel, o que levou os representantes do Britador São Geraldo a procurarem por diversas vezes as autoridades locais, visando obter meios para inibição dos indevidos acessos, tendo sido lavrados diversos Boletins de Ocorrência, por ocasião desses acontecimentos.
Especificamente na área em que ocorreu o acidente, foi reconstruído o muro, já há cerca de 03 (três) meses, tendo sido instalados diversos informativos visuais e escritos. No entanto, crianças residentes na comunidade Vale do Sol depredaram esses informativos e cavaram um buraco na parte inferior do muro, com o objetivo de acessarem o tanque de decantação, o que era de absoluto desconhecimento da empresa.
Por fim, expressa a sua solidariedade aos familiares e amigos da vítima, reafirmando que seguirá adotando todas as providências para evitar que pessoas não autorizadas acessem a área do tanque de decantação”.



Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">