08/10/2021 às 17h05min - Atualizada em 08/10/2021 às 17h05min

PM de Meio Ambiente apreende pássaros silvestres, tatu abatido e drogas em Revés de Belém

Suspeitos foram presos e autuados por crime ambiental

(Foto: divulgação/ Polícia Militar de Meio Ambiente)
O homem, de 33 anos, e uma mulher, de 25, foram detidos pela Polícia Militar de Meio Ambiente, nessa quinta-feira (7), em Revés de Belém, distrito de Bom Jesus do Galho, por tráfico de drogas e crime ambiental. Eles foram autuados e devem pagar R$ 5,5 mil em multas.

A corporação disse que uma equipe fazia patrulhamento de rotina quando viu o homem que estava numa estrada da zona rural em atitude suspeita. Com ele, foi encontrado drogas. À polícia, o suspeito disse que havia acabado de comprar os entorpecentes de duas pessoas.




“Durante o patrulhamento, a equipe de iniciativa observou o indivíduo numa estrada da zona rural, e ele demonstrou bastante nervosismo ao visualizar a equipe policial. Abordamos ele e identificamos uma bucha de maconha. Perguntamos a ele sobre o material e ele assumiu ser usuário de drogas. O homem disse que tinha acabado de comprar de dois autores no distrito de Revés de Belém. Imediatamente, fizemos contato com o policiamento do distrito e, com o apoio dos policiais, conseguimos identificar os dois autores e os conduzimos à delegacia”, detalhou o sargento Ruan.

Segundo o sargento Ruan, com o apoio da ROCCA do 14º Batalhão, foram encontradas mais drogas dentro da casa dos envolvidos. Também foram localizados pássaros em cativeiro e um tatu abatido dentro da geladeira, o que indica caça predatória.

A polícia informou que o homem e a mulher são casados. O suspeito estava em liberdade condicional pelo crime de tráfico de drogas, e é conhecido por vender entorpecentes naquela região. Por manter pássaros silvestres em cativeiro, o ato se configura em crime ambiental. Eles foram autuados e vão responder penalmente e administrativamente.

“Os autores foram autuados administrativamente e vão responder penalmente pelo crime ambiental. As multas somam aproximadamente R$ 5.500 mil referentes por manter o animal abatido na geladeira quanto manter em cativeiro os pássaros da fauna silvestre”.  

De acordo com a Polícia de Meio Ambiente, a princípio, os autores negaram, mas o homem acabou assumindo que tudo que foi encontrado na casa era dele. Os três pássaros silvestres foram soltos.

Além das drogas apreendidas, também foram recolhidos um cordão e uma pulseira de ouro; um relógio; uma munição de calibre.32; três coleiras papa capim sem anilhas; um alçapão; dois aparelhos celulares e dinheiro. Os envolvidos foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Caratinga, onde foram tomadas as devidas providências.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »