19/10/2021 às 16h22min - Atualizada em 19/10/2021 às 16h22min

CÂMARA MUNICIPAL DE CARATINGA ESTUDA PROJETO PARA IMPLANTAR ASSOCIAÇÃO NO VALE DO RIO DOCE

A Câmara Municipal de Caratinga recebeu, na última sexta-feira (15), representantes de uma associação de vereadores do Espírito Santo. Com a proposta de implementar um modelo parecido aqui na região, os membros do legislativo debateram a viabilidade do projeto, a partir da experiência no Estado vizinho.

A apresentação foi conduzida pelo superintendente executivo da Associação das Câmaras Municipais e de Vereadores do Espírito Santo (ASCAMVES). Juscelino Brzesky foi o idealizador dessa organização, criada em 2017, que engloba 78 municípios divididos em dez microrregiões. Ele apresentou o modelo de gestão e as ações promovidas pela ASCAMVES, de modo que esse exemplo sirva de inspiração para Caratinga.

Em comparação com o Espírito Santo, somente a mesorregião do Vale do Rio Doce já supera em quantidade de municípios. São 102 e mais de 1,7 milhão de habitantes nesta área. O presidente da Câmara Municipal de Caratinga, cidade que compreende vinte outras localidades em sua microrregião, acredita que a proposta deve ser deliberada com os colegas vereadores. Cleon Coelho explica que a associação pode trazer mais desenvolvimento para o município.

A proposta já tem até um nome: Associação das Câmaras Municipais e dos Vereadores do Vale do Rio Doce (ASCAMVEVARD-MG). Além de deliberar com os vinte municípios que fazem parte da microrregião de Caratinga, para que o modelo seja implementado, caberá ainda incluir a regiões de Guanhães, Peçanha, Governador Valadares, Mantena, Ipatinga e Aimorés. O presidente da Câmara de São Domingos das Dores, João Batista de Carvalho, esteve presente na reunião e acredita que esse processo deve envolver também os eleitores.

O convite para a apresentação da ASCAMVES em Caratinga partiu da Câmara de Aimorés, que já acompanha o trabalho da associação e tem interesse em trazer um modelo parecido para o Vale do Rio Doce. O vereador Vinicius do Gato, representante do município, acredita que as cidades menores podem ser beneficiadas nesse processo.
O deputado federal Mauro Lopes veio de Brasília para dar seu apoio a criação da associação.

É importante lembrar que a microrregião de Caratinga já contou com esse tipo de organização. Fundada em 1997, a Associação das Câmaras de Vereadores do Meio Leste Mineiro (ACALEM) foi denunciada ao Ministério Público sobre um suposto esquema de compra de votos envolvendo exames e consultas médicas. No início de 2018, o dinheiro repassado para a associação manter seus custos administrativos foi suspenso. Portanto, a nova organização encara um cenário de desconfiança aqui na região. Após as deliberações, a proposta será levada a plenário com todos os presidentes das Câmaras dos 102 municípios do Vale do Rio Doce.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »