20/10/2021 às 11h06min - Atualizada em 20/10/2021 às 11h06min

Projeto de estímulo à leitura chega a mais uma cidade mineira

Nepomuceno passa a integrar o rol dos municípios contemplados com o Contos Locais

(Foto: Dani Dornelas)
Neste mês em que se comemora o Dia Nacional do Livro, 29 de outubro, o município de Nepomuceno passa a integrar o rol dos municípios contemplados com o Contos Locais - ano 4. A reunião de  apresentação do projeto à Prefeitura Municipal e às respectivas secretarias, bem como o alinhamento das das atividades literárias a serem desenvolvidas, devem acontecer em breve, segundo a produção do Contos Locais .
 
O projeto, que nasceu com o propósito de estimular o gosto pela leitura entre estudantes e comunidade em geral, resulta na edição livros com histórias das cidades por onde passa. A obra é produzida por alunos com o apoio dos educadores que são capacitados para trabalhar com os estudantes conteúdos relacionados à prática da pesquisa de campo, ao resgate da memória e à produção de textos ilustrados pelos próprios participantes do projeto.
Contos Locais, segundo observa o responsável pelo projeto, Éderson Caldas, motiva os alunos a se envolverem com as atividades inéditas, como investigar aspectos da formação identitária das comunidades, "o que costuma resultar em grandes surpresas. Assim que os livros são lançados e distribuídos nas cidades, as pessoas começam a identificar personagens conhecidos e rememorar fatos que não podem se perder com o tempo".


(Foto: Dani Dornelas)

Quanto à importância da formação de leitores, Éderson comenta que, "de acordo com dados da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil publicada no ano passado, em 2020, o país perdeu 4,6 milhões de leitores em quatro anos, de 2015 a 2019, o que representa uma queda de 56% para 52% de leitores no Brasil. O estudo, realizado antes da crise sanitária, indica que o brasileiro lê, em média, cinco livros por ano - 2,4 livros apenas em parte e 2,5 completamente”.
 
A internet e as redes sociais foram apontadas como razões na queda no percentual de leitores. Boa parte das pessoas tem usado seu tempo livre para acessar as redes sociais. 

"As pessoas precisam ser estimuladas a se envolver com atividades culturais, a ler, a escrever. A escola é um ambiente propício para que esse estímulo aconteça. Os professores são grandes influenciadores dos alunos e fundamentais parceiros do Contos Locais", observa Éderson Caldas. Ele sublinha que, "a partir das pesquisas para a produção dos livros do Contos Locais, o envolvimento com as histórias locais é sempre positivo, promove a integração das pessoas, estreita os laços entre as gerações e potencializa as atividades literárias".
 
REPERTÓRIO

A pedagoga do projeto, Janaína Lopes, frisa que a leitura amplia o repertório dos estudantes, desperta neles o senso crítico, amplia o seu vocabulário, anima a criatividade e ajuda a desenvolver a leitura e a escrita, base para a aquisição de todo conhecimento. "Então essa necessidade de motivar a leitura precisa começar na infância a partir de metodologias adequadas, buscando a aplicação de novas dinâmicas na aprendizagem a partir dos recursos de comunicação tecnológicos se bem direcionados para serem usados", teoriza a pedagoga.
 
O Contos Locais - ano 4, viabilizado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura, por meio do Ministério do Turismo e Secretaria Especial de Cultura, conta com o patrocínio do Mart Minas, Expresso Nepomuceno e é uma realização da MC Produção.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »