08/12/2021 às 11h19min - Atualizada em 08/12/2021 às 11h19min

GRUPO ESPÍRITA DIAS DA CRUZ DESENVOLVE AÇÃO SOCIAL COM ARTESANATO

Desde o início da pandemia, muitas famílias precisaram procurar alternativas para manter a renda da casa. Com o desemprego batendo a porta, o artesanato se tornou uma boa fonte para essas pessoas.

De acordo com o IBGE, 21% das famílias em situação de vulnerabilidade estiveram sem renda alguma em 2020. Mas, além disso, esse trabalho acaba sendo uma terapia. Em Caratinga, o projeto Mãos e Fios aproximou essa experiência de várias mulheres que aprenderam a fazer crochê com fios de malha.

A Maria Aparecida é uma das primeiras alunas do projeto. Vários trabalhos de crochê que estão ornamentando casas em Caratinga saíram de suas mãos. Ela sempre dedicou todo o tempo para cuidar da família, mas a partir dessa iniciativa, desenvolveu uma profissão que ajuda com uma renda extra para o lar. Parte do dinheiro da venda dos produtos volta para ela. 

O Projeto Mãos e Fios surgiu em abril de 2019 vinculado à Cantina Áurea, uma das mais antigas organizações sociais da cidade. Assim como a Maria Aparecida, outras cinco mulheres já fazem seus próprios produtos de crochê para vender. 

Agora, a iniciativa se expandiu, e além das mulheres assistidas pela Cantina Áurea, aquelas que são membros do Grupo Espírita Dias da Cruz também resolveram participar do curso.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »