27/05/2019 às 09h07min - Atualizada em 27/05/2019 às 09h07min

TV Globo revela negociações irregulares, e atual gestão do Cruzeiro vira alvo de investigação até por lavagem de dinheiro

Denúncias de irregularidades na gestão do presidente Wagner Pires de Sá deixaram o Cruzeiro na mira da Polícia Civil de Minas Gerais. De acordo com reportagem exibida no programa Fantástico, na noite deste domingo, o clube celeste é investigado por suspeita de falsificação de documentos, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. 
 
Segundo a matéria exibida pelo Fantástico, a Polícia Civil de Minas Gerais instaurou inquérito após ouvir 15 pessoas que têm alguma relação com o Cruzeiro, entre elas funcionários, ex-empregados do clube, dirigentes e empresários que de alguma forma participaram de negociações com a atual diretoria celeste. O delegado Domiciano Monteiro, chefe da Divisão de Investigação de Fraudes e Crimes contra a Administração Pública, declarou à reportagem que há suspeita de irregularidades em transações e valores superfaturados pagos a empresas prestadoras de serviço. 
A denúncia mais grave investigada é um empréstimo de R$ 2 milhões adquiridos pelo Cruzeiro com o empresário Cristiano Richard dos Santos Machado, sócio de firmas que atuam na locação de veículos e de equipamentos de proteção. Como forma de quitaçao do débito, o clube, segundo inquérito da Polícia Civil, incluiu parte dos direitos de jogadores do profissional, como David (20%), Raniel (5%), Murilo (7%), Cacá (20%), outros que passaram pela base e foram negociados, como Gabriel Brazão (20%) e Vitinho (20%), e alguns que ainda estão nas divisões inferiores - um deles é Estevão William, de 12 anos, conhecido como 'Messinho', que só poderia assinar contrato a partir dos 16.
 
De acordo com a denúncia, o percentual de cada jogador corresponde à multa rescisória em negociações firmadas com o Cruzeiro. Assim, o valor da transferência seria repassado a Cristiano Richard dos Santos como forma de quitação da dívida. O problema é que a Fifa proibiu, desde 2015, que empresas adquirissem parte dos direitos econômicos, o que só é permitido a atletas e clubes. 

O Cruzeiro garantiu à TV Globo que o contrato com o empresário não se baseia em negociações esportivas. "O Cruzeiro firmou contrato de mútuo (empréstimo) com o senhor Cristiano Richard em março de 2018, em momento de grande dificuldade financeira para fazer frente a pagamentos emergenciais como impostos, encargos financeiros e outros compromissos. Entretanto, o Cruzeiro nunca firmou contrato para intermediação desportiva com o senhor Cristiano Richard, sendo que o pagamento feito ao mesmo diz respeito somente à liquidação (parcial) do mútuo."
 
Outro caso que é alvo de investigação é a ligação do Cruzeiro com a AV & S Consultoria Desportiva Ltda. A empresa, segundo a contabilidade divulgada pelo clube, teria recebido R$ 369 mil no ano passado e tem atuação na seleção de profissionais para atividades esportivas, culturais e artísticas. A companhia tem atividades na extração e comércio varejista de madeira e artefatos. A reportagem do Fantástico visitou o endereço que seria a sede da empresa, em Itamarandiba, a 400km de Belo Horizonte, e encontrou no local uma madeireira com o nome AV & S Madeiras.
 
Conselheiros com salários e contratos
 
De acordo com a reportagem da TV Globo, o Cruzeiro mantém contratos ou paga salários a 18 conselheiros. Os pagamentos vão de R$ 13 mil a R$ 40 mil. Em nota enviada a emissora, o clube deu a seguinte explicação. "Os conselheiros que prestam serviços como empregados do clube que não perderam mandato, são aqueles que adquiriram esta condição de "conselheiro" antes da entrada em vigor da regra do Estatuto Social que dispõe sobre a perda de cargo. Assim, o Cruzeiro respeitou o direito adquirido por estas pessoas, das quais várias delas exerceram os mais diversos cargos no clube nos últimos 20 anos, inclusive em cargos de diretoria, como Comercial, Marketing, Tecnologia, Gerência, Superintendências, dentre outros" 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">