06/06/2019 às 10h44min - Atualizada em 06/06/2019 às 10h44min

PRF alerta e diz que resoluções para transporte de cargas em rodovia não vem sendo cumprida por muitos motoristas.

De acordo com os agentes de fiscalização as regras que valem para caminhões e até veículos utilitários vêm sendo desrespeitadas.

Lucas Vieira
Oferecer mais segurança no trânsito das rodovias. Essa é a proposta do Conselho Nacional do Trânsito, o (CONTRAN), ao lançar novas resoluções tratando do transporte de cargas nas estradas federais. Em 2013, foi sancionada a resolução 441, que prevê algumas medidas em relação ao transporte de sólido a granel em veículos de carrocerias abertas. Em resumo, a lei objetiva evitar acidentes e o derramamento de fragmentos do material transportado. Mas, de acordo com os agentes de fiscalização, as regras, que valem para caminhões e até veículos utilitários vêm sendo desrespeitadas por muitos que fazem esse transporte. Nesta quarta-feira, a Polícia Rodoviária Federal convocou a imprensa local para um alerta.

A segunda resolução já vigente que também não vem sendo muito cumprida pelos usuários é a 552.  Um dos pontos desta lei proibição da amarração de cargas utilizando cordas. O que vale a partir dessas normas promovidas pelo Contran é a utilização apenas de materiais mais resistentes, como cabos de aço, corretes ou cintas especiais.

O policial rodoviário federal Luiz Tarcísio alertou para as punições referentes ao não cumprimento dessas regras. O motorista que desrespeitar a lei pode ser penalizado com uma multa de R$195,00 além da perda de pontos na CNH.
Quem deseja saber um pouco mais sobre estas leis pode acessar o site do DETRAN e pesquisar sobre as resoluções 441 e 552. O endereço eletrônico é o www.denatran.gov.br.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">