04/07/2019 às 17h03min - Atualizada em 04/07/2019 às 17h03min

Está pagando ar na conta de água? Projeto de lei para a implantação gratuita de eliminadores de ar em hidrômetros da cidade poderá ser aprovado

O objetivo de regularizar e dar mais clareza na cobrança da tarifa de água.

Lucas Vieira
Daniela Alves reside no bairro José Moyses Nacif em Caratinga. Segundo a universitária em dezembro do ano passado houve uma falta de abastecimento de água de 11 dias na rua dela. Quando o serviço foi retomado, o hidrômetro da residência registrou a entrada de ar por muito tempo, até que realmente a água chegasse até a caixa d’água. Esta situação gerou um aumento de 26% na conta de água e causou indignação para a caratinguense.

A estudante relatou que já abriu um processo interno de averiguação para a COPASA responder sobre o caso. Daniela fez 18 protocolos para conseguir o ressarcimento do valor cobrado na conta.

Com o objetivo de regularizar e dar mais clareza na cobrança da tarifa de água, tramita na Câmara Municipal de Caratinga um projeto de lei que propõe a COPASA implantar um aparelho eliminador de ar em todos os hidrômetros, sem custo para os munícipes. 

O equipamento trabalha impedindo a passagem de ar pela tubulação. Johny acredita que o projeto de lei para a implantação do eliminador será muito benéfico para a população.

O jornalismo da TV Sistec entrou em contato com a Copasa para conhecer a opinião da empresa em relação ao projeto e aos equipamentos eliminadores de ar. Em contato com a Copasa, a concessionária esclareceu que o equipamento conhecido como " eliminador de ar" é instalado pela Copasa, conforme Termo de Ajustamento de Conduta, firmado em 2006, entre a empresa, o Procon Estadual e o Movimento das Donas de Casa. Por orientação da Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor, a Companhia instala somente os equipamentos que tiverem laudo de proficiência emitido pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) ou pela Universidade de Itajubá (UNIFEI), divulgado no site do Ministério Público.

O equipamento que deverá ser adquirido pelo cliente deve possuir sistema de lacre que impeça a sua retirada ou desmontagem e garanta a sua inviolabilidade. Antes de instalar o equipamento, a Copasa realiza uma vistoria prévia no imóvel, visando identificar o tipo adequado de instalação.

Questionada sobre o projeto de lei, a empresa não se manifestou.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">