06/08/2019 às 16h56min - Atualizada em 06/08/2019 às 16h56min

Polícia civil cumpre onze mandados de busca e apreensão como parte da quarta fase da operação “Tarja Preta”

A ação busca combater fraudes a licitações destinadas à compra de medicamentos e insumos hospitalares, que resultaram em desvio de dinheiro público em diversas cidades mineiras.

Lucas Humberto
Durante a manhã desta terça-feira(06/08), a Polícia Civil desencadeou a quarta fase da operação “Tarja Preta”, em Caratinga e em Inhapim. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão em 10 locais em Caratinga e um local em Inhapim, ligados a funcionários do Grupo Plena e de outra empresa ligada ao mesmo. Fernando Lima, Delegado do Grupo de Apoio Operacional Policial explicou o que motivou a investigação. Iniciado no fim do ano em 2018, a partir de fraudes a licitações destinadas à compra de medicamentos e insumos hospitalares, que resultaram em desvio de dinheiro público em diversas cidades mineiras. A investigação chegou à conclusão que não apenas um representante comercial estava envolvido no esquema, mas que diversos outros atuaram de forma semelhante.

Dr. Lucas Dias, promotor de justiça, explicou um pouco mais sobre o que foi realizado durante a manhã, afirmando que o principal alvo das buscas foi material do núcleo empresarial da empresa. Ele também falou sobre os principais alvos que foram denunciados pelo Ministério público até então. 
 
De acordo com o promotor de justiça, mais de um milhão e meio de reais foram desviados através da fraude. Ele também afirma que no dia oito de Agosto os proprietários do grupo, que foram presos em fases anteriores da operação serão ouvidos em interrogatório.

Por volta de cinquenta policiais civis de Caratinga e Teófilo Otoni atuaram nas investigações. Fernando Lima afirmou que de acordo com a investigação preliminar diversas cidades podem estar envolvidas no esquema. Dois grupos distintos estão sendo investigados, o núcleo de empresários ligados ao grupo e políticos de cidades que possam ter se beneficiado do esquema fraudulento.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">