07/08/2019 às 16h23min - Atualizada em 07/08/2019 às 16h23min

Pai e filho são presos por roubo de gado e posse de armas no Triângulo Mineiro

A Polícia chegou a realizar uma perseguição para prender suspeitos. Houve troca de tiros e um dos homens foi atingido.

Victor Veloso
Amirt
Pai e o filho, de 67 e 33 anos, respectivamente, foram presos na tarde da última terça-feira (6), por roubo de gado e posse ilegal de arma de fogo e munição. Os dois ainda faziam caça ilegal de animais silvestres e mantinham os mesmos em cativeiro.

A Polícia chegou a realizar uma perseguição para prender suspeitos. Houve troca de tiros e um dos homens foi atingido.

De acordo com os militares, eles receberam a informação de que dois suspeitos estavam em uma caminhonete furtando gado, na BR-050. Os homens teriam abatido uma vaca e levado o animal para o veículo.

Após a denúncia, a PM iniciou buscas pela região. Os homens foram encontrados por equipes do patrulhamento rural. Eles ordenaram que os bandidos parassem o veículo, porém os suspeitos fugiram e trocaram tiros com os policiais.

No momento da fuga, a caminhonete dos criminosos acabou atolando em um pasto e os dois fugiram a pé enquanto atiravam nos policiais que revidaram.

O autor de 33 anos foi atingido por um tiro no braço e se rendeu. Ele foi socorrido pelos policiais e levado para o Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro. Ele foi atendido e liberado no mesmo dia.

Na casa do suspeito, no Bairro Copacabana, os policiais encontraram uma garrucha, munições e talão com folhas de cheque com o nome de açougues da região.

O idoso de 67 anos confessou aos policiais que a caminhonete usada por ele e o filho era roubada. Na carroceria do veículo, os policiais encontraram uma pistola calibre .380, uma espingarda calibre .38 e munições. Ainda na caminhonete, havia utensílios para corte dos bovinos.

Na casa dele, a polícia também apreendeu armas e um carro que estava com queixa de roubo.

Os dois suspeitos afirmaram que o gado roubado era para consumo próprio, mas de acordo com a Polícia, a mulher do idoso tem um açougue, o que levantou suspeitas de que o estabelecimento vendia as carnes roubadas pelos dois.

As carnes do animal abatido foram entregues ao dono, conforme orientação do delegado responsável. A dupla que cometia os crimes foi presa em flagrante por posse ilegal de arma de fogo, receptação, disparo de arma de fogo e pela prática de crimes ambientais.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">