07/08/2019 às 17h19min - Atualizada em 07/08/2019 às 17h19min

Polícia procura por caminhoneiro que teria desaparecido em Juiz de Fora

Tribuna de Minas
Amirt
 

A Polícia Civil de Caçapava (SP) investiga o desaparecimento de um caminhoneiro que supostamente teria desaparecido em Juiz de Fora. Álvaro Júnior Maciel Resende, 36 anos, está sem fazer contato com sua família desde o dia 26 de julho, quando informou que estava em posto de combustíveis no Bairro Igrejinha, região Norte da cidade. Segundo uma amiga da família que tenta ajudar a localizá-lo, Ângela Conceição, o caminhão teria sido deixado no estabelecimento comercial e pego pelo dono da empresa na semana seguinte ao último contato. “Ângelo disse à esposa que teria se ferido na madrugada de quinta-feira (25), depois de cair em um buraco e que foi ao hospital mais próximo. Porém, estaria se sentindo mal e voltaria à unidade de saúde, depois disso, não fez mais contato”, disse.

Conforme a ocorrência policial, ele pegaria carga em Guarulhos (SP). O documento policial aponta que a família foi avisada via telefone pelo dono da empresa da carreta que o homem dirigia, por um número confidencial, que o veículo havia sido encontrado abandonado no posto de combustíveis de Igrejinha, com a carga que levava. Conforme Ângela, ele informou aos familiares que levaria eletrodomésticos. Depois disso, segundo a mulher, a família teria tomado conhecimento que alguém esteve no posto, entregou as chaves da carreta a um funcionário dizendo que o condutor estava muito machucado e que alguém iria buscar o veículo.

Em conversa com a Tribuna, o funcionário confirmou a versão. Porém, depois de a carreta já ter sido levada do estabelecimento comercial, ele viu uma foto do desaparecido e afirmou ter sido ele,o caminhoneiro, quem entregou as chaves. A família fez contato com o trabalhador, mas ainda não conseguiu confirmar se era mesmo o desaparecido.

O patrão de Álvaro foi procurado pela família e mostrou a eles um atestado que teria sido enviado a ele pelo motorista, o documento é de um hospital de Rio Pomba, município que fica a mais de 100 quilômetros do posto. ” Ele disse que foi ao hospital mais perto deste posto, e não seria esse de Rio Pomba. Sabemos que tem algo muito estranho na história, mas o fato é que Álvaro não deu notícias até hoje”, finalizou a amiga da família do desaparecido. A Polícia Civil de Juiz de Fora ainda não foi procurada pelos parentes de Álvaro. Quem tiver informações sobre o caminhoneiro pode fazer contato pelo telefone (12) 97407-4258.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
" data-width="400" data-hide-cover="false" data-show-facepile="true">